Após pressão, cai barreira que impedia uso emergencial da vacina Sputnik V

Partilhar:
Danntec Engenharia

Retirada de exigência da fase 3 de testes no país pela Anvisa, nesta quarta-feira (3), é decisiva para a liberação do uso emergencial da vacina russa. O fim do entrave é uma reivindicação do governador da Bahia, Rui Costa, e de autoridades de saúde. ”É uma vitória importante nesta nossa luta para garantir mais doses para vacinar brasileiros e brasileiras”, comemorou Rui Costa. Sputnik tem eficácia de 91,6% contra o vírus da Covid-19.

A Vacina russa para covid-19 Sputnik V, com data prevista pra ser produzida no DF a partir do dia 15 de janeiro e previsão de produzir até 8 milhões de doses por mês, conforme disse o diretor de negócios internacionais da União Química, Rogério Rosso.

Partilhar:

pandemia

saúde

0 comentários: