MTEC Energia

Com MGás e Compass, importação de gás boliviano cresce entre comercializadores privados

Gasbol (Gasoduto Bolívia-Brasil), da TBG (Foto: Divulgação TBG)...

Gasbol (Gasoduto Bolívia-Brasil), da TBG (Foto: Divulgação TBG)

Importações têm se mostrado mais frequentes, mas ainda falta clareza sobre disponibilidade de gás para traders privados

Por André Ramalho - EPBR

PIPELINE Edge começa a importar gás boliviano. Importações do país vizinho, por traders privados no Brasil, têm se mostrado mais frequentes em 2024. Mas ainda falta clareza sobre a disponibilidade de gás para esses agentes.

TCU alerta para déficit de pessoal na ANP. PetroReconcavo prepara UPGN própria. ANP libera oferta de capacidade firme da NTS. MSGás e Necta estudam parceria para corredores azuis e mais. Confira:

ABRIU A JANELA?

A Edge (Compass) começou a importar, este ano, gás natural da Bolívia para balancear o seu portfólio. É mais uma comercializadora privada brasileira a buscar molécula no país vizinho, que enfrenta problemas estruturais para manter estável a sua capacidade de exportação.

Nos últimos anos, as janelas de oportunidade de aquisição de gás boliviano se mostraram escassas para os comercializadores privados – que, em sua maioria, assinaram contratos flexíveis de suprimento, na modalidade interruptível, sujeitos a episódios de sobra de gás.

A importação da Bolívia por esses agentes, contudo, tornou-se mais frequente em 2024, ancorada em dois principais atores: MGás e Edge. As empresas possuem abordagens diferentes:

A Edge tem se mantido ativa nas compras nos últimos dois meses, para complementar (pelo menos nesse primeiro momento) a demanda da Comgás.

Como antecipado pelo político epbr, a comercializadora tem firmado contratos diários com a TBG, para injetar o gás importado na malha. A capacidade contratada foi de 140 mil a 170 mil m3/dia em março e subiu para 210 mil m³/dia na 1ª quinzena de abril.

A empresa enfrenta atrasos na obtenção da licença de operação do Terminal de Regaseificação de São Paulo e busca alternativas para abastecer o mercado paulista. Diz que está desenvolvendo um portfólio diversificado de fontes de suprimento de gás e biometano e que tem como objetivo "ser pioneira" e oferecer "soluções em gás eficientes" aos seus clientes.

Já a MGás mira, em especial, o mercado livre. A chegada da companhia, uma joint venture entre a Macaw Energies e Mercurio Trading, mudou o perfil das importações este ano.

A empresa assinou um contrato firme com os bolivianos para 2024 – uma condição da qual só a Petrobras desfrutava até então – e vem gradualmente aumentando as vendas. Em abril, atingiu uma importação de 600 mil m3/dia.

Mas o quão, de fato, está aberta a janela de importação para traders privados?

RELAÇÃO TRIANGULAR

A equação tem três importantes variáveis: do lado da oferta, como evoluirá a produção boliviana. E do lado da demanda, qual será o comportamento da Argentina e também da Petrobras, como principal compradora da YPFB e agente dominante no mercado brasileiro.

No fim de 2023, a Petrobras e YPFB assinaram um aditivo contratual que flexibilizou os compromissos firmes e as penalidades – em especial para o lado boliviano, que enfrentou dificuldades para garantir os volumes contratados nos últimos anos, sobretudo no inverno.

Havia a expectativa de que essa flexibilização abrisse espaço para os traders privados. De fato, MGás e Edge entraram no jogo nesse contexto.

Em abril, porém, a Petrobras assinou com a estatal argentina Enarsa um acordo não vinculante para estudos e parcerias. Uma aproximação que mira as oportunidades de importação de Vaca Muerta no futuro, mas que lança dúvidas sobre a dinâmica do mercado de gás do Cone Sul no curto prazo.

O acordo inclui a coordenação de ações para garantir o fornecimento de gás para a Argentina no inverno. A Petrobras diz que não haverá impacto no abastecimento nacional, nem custo adicional para ela, mas não é clara quanto aos efeitos sobre a importação de gás boliviano. Nos últimos invernos, vale lembrar, a YPFB deslocou parte do gás consumido pelo Brasil para a Argentina.

Questionada se o acordo com a Enarsa significará uma redução nos volumes importados da Bolívia, a Petrobras preferiu não comentar. Respondeu que está "constantemente avaliando oportunidades comerciais que atendam seus interesses e os compromissos com seus clientes, mas que não comenta sobre condições comerciais estabelecidas em contratos que são disciplinados por cláusulas de confidencialidade".

Com o crescimento da produção interna na Argentina, havia a expectativa de que o país declarasse independência da importação de gás da Bolívia no inverno de 2024 – e que a YPFB direcionasse volumes maiores para comercializadores privados no Brasil este ano.

A situação na Argentina, porém, mudou com o atraso na licitação das obras de reversão do fluxo do Gasoduto Norte – que levará gás de Vaca Muerta à região Norte da Argentina e que garantirá a autossuficiência da Bolívia.

COBERTOR CURTO

Em 2020, a Petrobras reduziu os volumes contratados com a boliviana YPFB, de 30 milhões de m3/dia para 20 milhões de m3/dia. Era um dos compromissos assumidos pela petroleira brasileira com o Cade, para a abertura do mercado de gás.

Desde então, comercializadores privados se lançaram em busca de contratos de suprimento no país vizinho.

Blueshift, CDGN, Delta e Tradener são algumas das empresas que conseguiram firmar contratos interruptíveis na Bolívia, mirando a oferta de produtos flexíveis para térmicas e indústrias no incipiente mercado livre.

As importações nessa modalidade, porém, nunca deslancharam para além de alguns testes de mercado. Traders consultados pela agência epbr elencam os motivos.

Nos contratos interruptíveis, em geral, as importações são confirmadas de véspera. Uma gestão contratual que, por si só, não é trivial e que se soma a fatores como:
  • o desenvolvimento do mercado livre não amadureceu como o esperado;
  • nem todos os estados do Centro-Sul avançaram com suas regulações;
  • e falta disponibilidade de grandes volumes de gás na Bolívia.

A percepção, entre comercializadores, é que o acesso ao transporte não é um gargalo. Há capacidade disponível no Gasbol.

Mas não há gás para todos importarem ao mesmo tempo. Como a oferta boliviana está curta, ao cabo, garante molécula quem apresentar melhor preço.

E aí competir com a Petrobras -- que tem contrato firme com a YPFB, mas que também recorre a cargas extras e sinaliza a intenção de recuperar participação de mercado -- pode ser uma missão dura...

BOLÍVIA PROMETE DIVULGAR RESERVAS

As importações de gás boliviano pela Petrobras caem ano a ano, frente ao declínio boliviano: de uma média de 20 milhões de m3/dia em 2021, foram para 17 milhões de m3/dia em 2022, 16 milhões de m3/dia em 2023 e 15 milhões de m3/dia no 1º trimestre deste ano.

A redução dos investimentos em exploração na Bolívia, ao longo de anos, cobra o seu preço hoje: o país vive dificuldades de repor reservas e, em 2023, a Wood Mackenzie chegou a estimar que o Brasil pode não dispor mais de gás boliviano ao fim da década.

A atual gestão da YPFB conduz desde 2021 um plano para aumentar as reservas – cujos dados não são publicados pela empresa desde 2018.

Esta semana, a estatal boliviana informou que tem em mãos a certificação de reservas de 2022 e 2023, mas que está corroborando os dados antes de publicá-los.

A oposição ao governo de Luís Arce ameaça processar o governo por descumprir a lei que exige a certificação anual das reservas do país.

Arce, aliás, voltou a dizer esta semana que o gás do país se esgotou, ao justificar a carência de investimentos sociais de seu governo.

A YPFB, por sua vez, alega que, apesar do declínio, a produção atual, de 40 milhões de m3/dia, é suficiente para abastecer o mercado interno (de 12 a 13 milhões de m3/dia) e permitir "saldos amplos para exportação".

COMENTAR

TÉCNICO INDUSTRIAL$type=complex$count=8$l=0$cm=0$rm=0$d=0$host=https://www.etormann.tk

Nome

abnt,25,Ação social,32,acessibilidade,4,acidente de trabalho,4,Acolhimento,1,administração,19,Aerolula,1,agricultura,29,agro,189,agroindústria,7,agronegócio,35,água,42,águas claras,2,Aldo Rebelo,1,alianças,1,alimentação,24,Ambulatório,1,Amor Cantado,1,aneel,5,animais,26,Aniversário,5,antissocial,4,anvisa,1,aposentdos,3,aposta,5,ar condicionado,15,Arlete Sampaio,1,arquitetura,18,Arruda,1,arte,23,artigo,39,Assistência social,7,ASSOCIE-SE,14,assosindicos,147,atacarejo,1,ateu,2,ativismo,9,ATUALIDADE POLÍTICA,785,automobilsmo,4,aviação,9,Banco Regional de Brasília,5,BCB,2,beleza,1,biocombustíveis,10,biscoito,1,bolacha,1,Bolsa Família,1,Brasil,127,Brasília,48,BRB,29,brics,5,caesb,15,café,4,câmeras,3,CAMPANHA DO AGASALHO,1,campanha eleitoral,20,Canadá,1,câncer,13,candidatura,5,Carnaval,19,carne suína,1,carreira,19,carros elétricos,5,carteira,2,cartilha,2,Casa Civil,1,cassação,1,católica,1,CCBC,1,CEB,8,Ceilândia,2,CELEBRAÇÃO,1,celular,6,censura,2,Centro Administrativo,1,charge,2,chocolate,2,Churrasco,2,cidadania,106,Cidades,130,ciência,15,cinema,14,CLDF,73,clima,32,codhab,7,Código de Edificações,4,código de posturas,1,Collor,1,combate à dengue,44,combate ao câncer de próstata,5,combustíveis,14,comemoração,11,comércio,17,Companhia Energética de Brasília,6,Comper,4,comportamento,23,comunicação,5,comunidade,3,comunismo,4,conciliacao,4,concurso,35,condomínio,72,condomínios,16,conic,1,conselho profissional,23,construção civil,39,construtoras,5,consulta pública,15,consumidor,27,consumo,10,conta,8,contabilidade,2,contribuição sindical,6,convênio,3,CONVITE,32,cop28,6,copa2014,1,corpus Christi,1,Correio Braziliense,1,corrida eleitoral,34,corrupção,40,CPI,1,crianças em casa,6,Criptoativos,1,crise,16,crise hídrica,16,Cuidar e Amparar,1,culinária,1,cultura,133,curso superior,3,cursos,29,data comemorativa,32,debate,3,Defesa,10,democracia,7,dengue,13,Deputado Distrital,15,Deputado Federal,16,DER-DF,6,Desenvolvimento Pessoal,3,desmatamento,4,despesas,1,Destaque,11,Detran,41,DFTrans,6,Dia do micro e pequeno empresário,1,dia do síndico,5,Dia do Trabalhador,2,Dia dos Namorados,5,dia mundial da água,10,DIA NACIONAL,1,Diálogos com a Juventude,1,dicas,2,Dilma,5,dinheiro,17,diploma,1,direita,2,direito,66,Direito do Consumidor,4,Direitos Humanos,23,Distrito Federal,106,ditadura militar,6,dívidas,20,documento,7,Dona Sarah Kubitschek,1,drogas,4,ecologia,8,economia,383,economistas,3,Edital,7,EDITAL DE CONVOCAÇÃO,2,Eduardo Campos,1,educa,1,educação,267,eleições,172,Eleições 2022,144,eleitor,15,eletricidade,13,elevadores,8,Embaixadas,6,empreendedorismo,47,empreender,13,empregado,12,empregos,76,empresas,107,energia,82,engenharia,117,EnSínAC,14,ENTENDER CONDOMÍNIO,2,entorno,44,entretenimento,29,Escola de Síndicos,33,escorpião,1,ESG,1,ESPECIAL,1,espionagem,2,esporte,73,estatuto,2,estilo de vida,3,estradas,9,Estudar no Exterior,2,evasão de divisas,1,evento,149,Eventos,9,exercícios,3,exportação,20,falecimento,5,família,3,Fan Fest,1,Faz Aniversário,1,Fé,2,fecomércio,2,feminismo,1,FENACOM,1,feriados,3,Fernando Henrique Cardoso,1,festas juninas,2,FHC,2,FIEG,24,FIFA,1,fim de ano,7,fim de semana,1,finanças,40,finanças pessoais,71,Fipecafi,1,fiscal,1,fogo,1,fort atacadista,2,frente parlamentar,1,futebol,18,Galeteria Beira Lago,1,gás,13,gastronomia,41,GDF,241,geologia,1,Geriatria,1,Gerontologia,1,gestão condominial,7,Gilvan Máximo,1,Gim,1,Goiás,343,golpe,23,golpismo,10,Governador,51,Governo,119,greve,7,Grupo M4,1,Grupo Pereira,2,guerra,17,habitação,70,HEF,2,HEL,1,HESLMB,1,Hetrin,1,HOLANDA,1,homenagem,8,homocentro,1,HSBC,1,humor,2,IBGE,6,IBRAM,3,Idoso,8,IFG,1,igreja,2,IMED,2,imoveis,5,imóveis,94,impeachment,4,impostos,89,inadimplência,6,incc,1,incêndio,13,indígena,1,indústria,63,inelegibilidade,3,Informação,32,informática,1,ingressos,1,inovação,62,INSCRIÇÃO AQUI,1,inspeção,1,inspeção predial,5,INSS,2,internacional,31,internet,78,inverno,1,iptu,1,ipva,7,itormann,1,Joaquim Barbosa,1,Jogos Eletrônicos,1,Jornalismo,83,Juarezão,1,justiça,184,juventude,4,Lançamento,1,lazer,37,Legislação,7,lei,18,LGPD,6,licitação,16,livro,19,loteria,2,Lúcia Amorim de Brito,1,Lula,19,machismo,1,manifestação,1,manutenção,11,Maranhão,1,Márcio Antonelo,1,Marconi Perillo,1,marketing,8,material de construção,1,MCB,101,MCIT,2,MCTI,2,medicamentos,2,medicina,17,MEI,2,meio-ambiente,76,melhor idade,1,mensalão do DEM,1,mercado,50,mercosul,2,mesa do Natal,1,meteorologia,2,microgeração,8,Microsoft,1,mídia,12,militar,8,Minas Gerais,3,mineração,11,ministério,6,Ministério Publico,4,Miriam Belchior,1,Mobilidade,11,mobilidade urbana,25,moda,6,Monitoramento,2,mst,3,Mulheres,86,Mulheres na Política,10,multa,7,mundo,134,Mundo dos Filtros,1,município,12,Natal,12,Natal do Milhão,1,Negócios,16,Neoenergia,8,neurociência,2,neuromarketing,2,NEWS,1,Nobratta,1,normas,14,NOTICIAS,1057,NOTÍCIAS,22,notificação,1,novacap,3,Novembro Azul,1,nutrição,2,obras,112,ocupe o centro,1,opinião,146,Oportunidade,3,orçamento,12,ORDEM DE SERVIÇO,1,Pacto por Brasília,1,PAÍSES BAIXOS,1,pandemia,78,Parceiro do Ano,1,Parque da Cidade,5,Partidos Políticos,52,Paulo Dubois,2,Paulo Octávio,1,Paulo Roque,4,PCdoB,2,PDSK,5,Perpétua Almeida,1,Perse,1,perseguidos políticos,1,pesca,12,pesquisa,24,petrobras,13,petróleo,16,PL,26,playground,2,pmdb,1,podcast,1,polícia,75,POLÍCIA FEDERAL,1,Política,307,população,2,Porto Alegre,3,postos de saúde,17,prefeito,5,prefeitura,9,Premiação,21,presidência da república,10,presidenta,1,presidente,21,previdência,5,privatização,2,Procon,2,profissional,28,profissões,8,Projeto de Lei,74,pronunciamento,2,propaganda política,5,propina,1,Prosperi,1,PSD,1,PSDB,6,psicologia,4,pt,2,qualificação,30,rádio,2,recicláveis,1,reforma,7,reforma agrária,4,reforma política,10,reforma tributária,29,reformas,9,registro,4,regras de convivência,14,REI WILLEM-ALEXANDER,1,RELAÇÃO BILATERAL,1,relacionamento,5,religião,16,revitalização,1,Ricardo Izar,1,Ricardo Lustosa,1,rio,25,Rio de Janeiro,1,Roberto Santiago,1,rock,3,rodovias,2,Rondônia,1,Roosevelt,1,Rousseff,2,Sandra Faraj,1,saneamento,7,São Paulo,17,Sarah Kubitscheck,1,saúde,524,sedhab,2,segeth,1,segurança,112,seguro,10,selo de qualidade,2,senado federal,23,serviço social,7,serviços técnicos,10,servidor público,4,sesc,3,setor elétrico,24,setor energético,25,setor produtivo,34,sia / guará,14,sindicatos,19,síndico,125,síndicos,9,SLU,6,smartphone,3,socialismo,1,solar,8,Solidariedade,29,sonegação,10,sorteio de casas,1,STF,29,subsíndico,1,Supermercados,2,Supremo,2,sustentabilidade,69,tarifas,26,taxa,8,TBR,1,Teams Ideas,1,técnico,17,técnicos industriais,7,tecnologia,149,telecomunicação,18,tempo,12,tendência política,79,Terceira Idade,1,trabalhador,81,Trabalho,29,transito,5,trânsito,38,transporte,7,transporte coletivo,48,transportes,30,Trocando ideias entre Síndicos,2,TSE,59,turismo,64,TV,11,UDN,1,Universidades,2,utilidade pública,6,Utilidades de casa,2,vacina,38,Vai dar Roque,1,Valparaíso de Goiás,13,Vida de Solteiro,1,Vida longa,1,video,14,vinho,2,vistoria,1,Viver no Exterior,1,votação,3,WhatsApp,4,zelador,1,
ltr
item
Atualidade Política: Com MGás e Compass, importação de gás boliviano cresce entre comercializadores privados
Com MGás e Compass, importação de gás boliviano cresce entre comercializadores privados
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhyBNh0JBtV87z9yJfMtc892QtL05371VCwTTgS4WzG-W9Q7flBXzms6hiY5MAiN3VeQWMHUyMHP3iJ5Vs4bsrJ_3mnFvtTeckH7sNZ-Sm7srNRKDnl-Tl1Q3boU9cQjKiyQOYFcnY9PMTnr1UYxIeO7gG1ezECovyRpX2hqLGcHBM4FIr77r4bcRAbCIk/s16000/gas-tbg.webp
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhyBNh0JBtV87z9yJfMtc892QtL05371VCwTTgS4WzG-W9Q7flBXzms6hiY5MAiN3VeQWMHUyMHP3iJ5Vs4bsrJ_3mnFvtTeckH7sNZ-Sm7srNRKDnl-Tl1Q3boU9cQjKiyQOYFcnY9PMTnr1UYxIeO7gG1ezECovyRpX2hqLGcHBM4FIr77r4bcRAbCIk/s72-c/gas-tbg.webp
Atualidade Política
http://www.atualidadepolitica.com.br/2024/05/com-mgas-e-compass-importacao-de-gas.html
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/2024/05/com-mgas-e-compass-importacao-de-gas.html
true
440335298870425399
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver todos Ler mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início Pág. POSTS Ver tudo Relacionadas Tópico Arquivo BUSCAR Todos Nenhuma resposta para a busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora há 1 minuto há $$1$$ minutos há 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar tudo Selecionar tudo Todos códigos copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário