MTEC Energia

Instagram hackeado: saiba o que fazer passo a passo

Especialistas na área de Direito e Tecnologia analisam e dão dicas de como se proteger e o que fazer em situações de contas invadidas Crédit...

Especialistas na área de Direito e Tecnologia analisam e dão dicas de como se proteger e o que fazer em situações de contas invadidas


Crédito: Envato

Atualmente, uma das maiores constatações no mundo virtual é o número de golpes que as redes sociais vêm contabilizando ano após ano. No período de janeiro de 2020 a janeiro de 2021, as reclamações e relatos de contas hackeadas no Instagram e Facebook quase dobraram. Mas, afinal, o que desperta o interesse desses criminosos? E o que podemos fazer para evitar ou tentar diminuir as chances de ser enganado? O professor do mestrado em Direito da Universidade Positivo (UP), Gabriel Schulman, e o coordenador da Escola de Tecnologia da Informação da UP, Kristian Capelini, respondem a essas e outras perguntas.

Prevenir é melhor que remediar

“Quando um serviço não é cobrado, o produto é o próprio usuário”. Com essa máxima sobre proteção de dados pessoais, Schulman diz que sob o manto da gratuidade das redes sociais, se esconde a circunstância que permite o enriquecimento de todas elas, que se beneficiam com os dados pessoais e a intensa atividade publicitária. Dessa forma, um dos grandes alvos de criminosos atualmente é, justamente, as contas comerciais e com muitos seguidores.

Um dos golpes mais comuns atualmente é o sequestro de conta para vendê-la novamente para o próprio titular, ou para terceiros com outro nome (usando como "benefício" o grande número de seguidores que o perfil possui). O golpista coloca à venda produtos falsos com pedido de depósito em conta. Sabendo de tudo isso, e tendo em vista que o Instagram e outras redes deveriam também aumentar os mecanismos de segurança, Schulman alerta para alguns meios de prevenção que podem ajudar a driblar os criminosos e proteger suas informações, como a dupla autentificação, uso de senhas mais complexas, e muito cuidado com pedidos de clicar em links ou enviar códigos. “Algumas podem parecer básicas demais, mas são a porta de entrada para muitos crimes cibernéticos ainda hoje”, garante.

1. Não ter a mesma senha para o e-mail e para a rede social

Esse é o princípio básico de segurança. Segundo Capeline, normalmente, a forma de recuperação de senha mais simples nas redes sociais é pelo e-mail. “Se você tem a mesma senha para os dois e sua conta é hackeada, acaba perdendo o acesso de tudo”, alerta.

2.Trocar a senha periodicamente

O professor indica fazer essa alteração, pelo menos, a cada seis meses, para aumentar a segurança dos dados pessoais. 

3. Não clicar em links suspeitos

A grande maioria dos golpes se dá por meio de links de acesso que roubam senhas. “Nesses casos, o ideal é falar com a pessoa por outro meio que não seja pelo qual ela fez o envio e pedir que ela confirme por áudio, se possível, pois a voz é mais difícil de ser fraudada”, aconselha Capeline. 

4. Habilitar a autenticação de dois fatores

Essa é uma medida que a maioria das redes sociais possui e que aumenta, e muito, a segurança da conta, pois, além de digitar a senha tradicional, a autenticação solicita uma outra confirmação de acesso. “O recebimento de SMS pode ser uma forma de ter uma verificação de duas etapas em sua conta, mas lembre-se que essa opção não é infalível. De todas as formas, sempre faça a programação para ter uma camada de segurança adicional quando novos logins forem solicitados”, sugere Schulman.

5. Controlar onde acessa as contas

Evitar o acesso a e-mails, redes sociais, conta de bancos etc. em computadores de uso público, como em hotéis, bibliotecas, empresas, e instituições de ensino, por exemplo. 

6. Desativar as senhas automáticas do celular e dos computadores

Essa é uma praticidade que encontramos hoje, mas que pode ser um facilitador para alguém mal-intencionado que tem acesso a esses aparelhos.

Recuperando a conta

Só quem tem a conta roubada sabe a dor de cabeça que isso significa. O cibercriminoso começa a manter contato com os seguidores assim que invade a conta, se fazendo passar pelo proprietário do perfil e aplicando golpes. Às vezes, o impacto é tão grande que o prejudicado não sabe por onde começar a resolver o problema. Kristian Capeline explica que existem algumas formas de tentar a recuperação das contas.

  1. Procure encontrar as causas do problema: esse é o primeiro passo para tentar resolver a situação. Se uma pessoa está se passando por você na internet, provavelmente sua senha foi descoberta, ou então, depois de autorizar o login com sua conta, algum sistema passou a realizar postagens programadas para promover um produto ou serviço. A boa notícia é que se você ainda tiver acesso ao e-mail no qual sua conta está conectada, é possível recuperar a senha e expulsar invasores. Portanto, altere a senha original ou então, envie um e-mail de recuperação para si mesmo para que, dessa forma, você consiga acabar com o problema.
  2. Solicite um link de login: mesmo que não tenha mais a senha da conta, é possível solicitá-la. Basta clicar em “Esqueceu sua Senha?” na página de login do próprio Instagram. Será necessário confirmar o usuário da conta do Instagram hackeado para então fazer as devidas alterações. Mas também é possível confirmar que é dono de uma conta por meio da digitação do e-mail cadastrado. Caso os dados realmente estejam conectados com algum usuário da rede social, basta acessar o e-mail cadastrado para fazer o login. Uma mensagem chegará ao endereço eletrônico oficial em segundos. Se tiver optado por receber um SMS, o mesmo link será enviado para o celular.
  3. Salve os códigos de reserva: também disponível para quem usa Facebook, os códigos de reserva, como o nome diz, são uma forma de conseguir recuperar a conta no caso da senha original ter sido alterada. É importante que a senha seja salva em um local que não é acessado por outras pessoas. Para saber quais os códigos de reserva, é preciso seguir os seguintes passos: acessar as Configurações e clicar em Segurança. Após, em Autenticação de dois fatores e depois em Outros Métodos. Já em uma nova tela, o próximo passo é clicar em Códigos de Reserva para que os números sejam exibidos. Antes disso, será necessário conectar a conta com algum aplicativo de autenticação de dois fatores para que os códigos de reserva sejam exibidos. Depois que a conexão for estabelecida, os mesmos códigos podem ser consultados caso o perfil do Instagram seja invadido. "É importante fazer uma captura de tela ou anotar esses números em um documento que apenas você tem acesso", ressalta Capeline.
  4. Acione empresas e pessoas especializadas em recuperação de contas: Schulman considera essa uma boa opção, principalmente para contas empresariais que não têm mais acesso aos seus perfis e que podem ter grandes prejuízos com a perda do usuário. Nesse caso, um especialista na área pode tentar recuperar o acesso.

Golpes abrem espaço para mercado de empresas especializadas

É o caso do Luiz Henrique Pereira, estudante de Engenharia Civil, que já recuperou mais de 200 contas no Instagram apenas em 2022. O trabalho especializado começou ajudando uma amiga que, na época, tinha 13 mil seguidores e teve a conta invadida. “Ela contratou um advogado, mas pediu ajuda por conta da minha facilidade com tecnologia. Fiz várias pesquisas e, após 16h, conseguimos recuperar a conta. Enxerguei como uma oportunidade e minha amiga, feliz com o resultado, começou divulgar meu trabalho no instagram dela como recuperador de contas. Cinco dias depois, tive minha primeira cliente e, desde então, me divido entre a rotina de estudos e o trabalho”, explica. O especialista também recomenda a autenticação de dois fatores, a remoção do número de telefone do Instagram, além de não deixar a conta do Facebook vinculada. Mais informações @recupera_luiz

Juridicamente, quais cuidados tomar

De acordo com Gabriel Schulman, a pessoa que foi enganada pode reclamar com o Instagram, mas normalmente não se cogita ação contra o dono do perfil hackeado. “Ele também foi vítima de um golpe, ou seja, são duas pessoas lesadas”, avalia. Para os perfis de empresas, o professor lembra que existe o Código de Defesa do Consumidor; já para os perfis pessoais, a Justiça é que deve ser acionada.

Algumas leis já foram criadas para punir os crimes cibernéticos, com penas mais duras. É o caso da Lei Carolina Dieckmann, sancionada em 2012 para tipificar os chamados delitos ou crimes informáticos. Segundo Schulman, algumas atualizações em 2021 alteraram a pena de invasão de dispositivos informáticos alheios de um para quatro anos de prisão e, havendo prejuízo econômico, a pena é aumentada. Outro crime é o de fraude eletrônica, quando ocorre a utilização de informações da vítima, obtidas por redes sociais ou contato telefônico, por exemplo. A pena é de quatro a oito anos de reclusão.

Schulman também alerta que a chance de recuperar valores depositados em contas bancárias é muito pequena. “Embora não seja impossível, é difícil a vítima conseguir o dinheiro de volta, pois os criminosos costumam sacar imediatamente as quantias, impossibilitando de cancelar a transação. Além disso, as contas nunca estão nos nomes dos próprios criminosos e sim, de laranjas”, esclarece.

 

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em Ensino Superior entre as IES do Estado do Paraná e é uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta e mais de 400 mil metros quadrados de área verde no campus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A Instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de graduação, centenas de programas de especialização e MBA, cinco programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam cerca de 3.500 metros quadrados. Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/






COMENTAR

TÉCNICO INDUSTRIAL$type=complex$count=8$l=0$cm=0$rm=0$d=0$host=https://www.etormann.tk

Nome

abnt,25,Ação social,30,acessibilidade,4,acidente de trabalho,4,Acolhimento,1,administração,19,Aerolula,1,agricultura,29,agro,186,agroindústria,7,agronegócio,35,água,41,águas claras,2,Aldo Rebelo,1,alianças,1,alimentação,23,Ambulatório,1,Amor Cantado,1,aneel,5,animais,26,Aniversário,5,antissocial,4,anvisa,1,aposentdos,3,aposta,5,ar condicionado,15,Arlete Sampaio,1,arquitetura,18,Arruda,1,arte,22,artigo,39,Assistência social,7,ASSOCIE-SE,14,assosindicos,147,atacarejo,1,ateu,2,ativismo,9,ATUALIDADE POLÍTICA,784,automobilsmo,4,aviação,8,Banco Regional de Brasília,5,BCB,2,beleza,1,biocombustíveis,10,biscoito,1,bolacha,1,Bolsa Família,1,Brasil,127,Brasília,47,BRB,29,brics,5,caesb,14,café,4,câmeras,2,CAMPANHA DO AGASALHO,1,campanha eleitoral,20,Canadá,1,câncer,13,candidatura,5,Carnaval,19,carne suína,1,carreira,19,carros elétricos,5,carteira,2,cartilha,2,Casa Civil,1,cassação,1,católica,1,CCBC,1,CEB,8,Ceilândia,2,CELEBRAÇÃO,1,celular,6,censura,2,Centro Administrativo,1,charge,2,chocolate,2,Churrasco,2,cidadania,106,Cidades,130,ciência,15,cinema,14,CLDF,70,clima,32,codhab,7,Código de Edificações,4,código de posturas,1,Collor,1,combate à dengue,44,combate ao câncer de próstata,5,combustíveis,14,comemoração,11,comércio,16,Companhia Energética de Brasília,6,Comper,4,comportamento,23,comunicação,5,comunidade,3,comunismo,4,conciliacao,4,concurso,33,condomínio,72,condomínios,16,conic,1,conselho profissional,23,construção civil,38,construtoras,5,consulta pública,15,consumidor,27,consumo,10,conta,8,contabilidade,1,contribuição sindical,6,convênio,3,CONVITE,32,cop28,6,copa2014,1,corpus Christi,1,Correio Braziliense,1,corrida eleitoral,34,corrupção,40,CPI,1,crianças em casa,6,Criptoativos,1,crise,16,crise hídrica,16,Cuidar e Amparar,1,culinária,1,cultura,129,curso superior,3,cursos,29,data comemorativa,32,debate,3,Defesa,10,democracia,7,dengue,13,Deputado Distrital,15,Deputado Federal,16,DER-DF,6,Desenvolvimento Pessoal,3,desmatamento,4,despesas,1,Destaque,10,Detran,40,DFTrans,6,Dia do micro e pequeno empresário,1,dia do síndico,5,Dia do Trabalhador,2,Dia dos Namorados,5,dia mundial da água,10,DIA NACIONAL,1,Diálogos com a Juventude,1,dicas,2,Dilma,5,dinheiro,17,diploma,1,direita,2,direito,65,Direito do Consumidor,4,Direitos Humanos,22,Distrito Federal,106,ditadura militar,6,dívidas,20,documento,7,Dona Sarah Kubitschek,1,drogas,4,ecologia,8,economia,380,economistas,3,Edital,6,EDITAL DE CONVOCAÇÃO,2,Eduardo Campos,1,educa,1,educação,264,eleições,172,Eleições 2022,144,eleitor,15,eletricidade,13,elevadores,8,Embaixadas,6,empreendedorismo,47,empreender,13,empregado,12,empregos,74,empresas,103,energia,81,engenharia,117,EnSínAC,14,ENTENDER CONDOMÍNIO,2,entorno,43,entretenimento,29,Escola de Síndicos,33,escorpião,1,ESG,1,ESPECIAL,1,espionagem,2,esporte,73,estatuto,2,estilo de vida,3,estradas,9,Estudar no Exterior,2,evasão de divisas,1,evento,149,Eventos,9,exercícios,3,exportação,20,falecimento,5,família,1,Fan Fest,1,Faz Aniversário,1,Fé,2,fecomércio,1,feminismo,1,FENACOM,1,feriados,3,Fernando Henrique Cardoso,1,festas juninas,2,FHC,2,FIEG,23,FIFA,1,fim de ano,7,fim de semana,1,finanças,39,finanças pessoais,70,Fipecafi,1,fiscal,1,fogo,1,fort atacadista,2,frente parlamentar,1,futebol,18,Galeteria Beira Lago,1,gás,13,gastronomia,41,GDF,232,geologia,1,Geriatria,1,Gerontologia,1,gestão condominial,7,Gilvan Máximo,1,Gim,1,Goiás,341,golpe,23,golpismo,10,Governador,51,Governo,116,greve,7,Grupo M4,1,Grupo Pereira,2,guerra,17,habitação,69,HEF,2,HEL,1,HESLMB,1,Hetrin,1,HOLANDA,1,homenagem,7,homocentro,1,HSBC,1,humor,2,IBGE,6,IBRAM,3,Idoso,8,IFG,1,igreja,2,IMED,2,imoveis,5,imóveis,93,impeachment,4,impostos,88,inadimplência,6,incc,1,incêndio,13,indígena,1,indústria,61,inelegibilidade,3,Informação,32,informática,1,ingressos,1,inovação,62,INSCRIÇÃO AQUI,1,inspeção,1,inspeção predial,5,INSS,2,internacional,31,internet,78,inverno,1,iptu,1,ipva,7,itormann,1,Joaquim Barbosa,1,Jogos Eletrônicos,1,Jornalismo,83,Juarezão,1,justiça,179,juventude,4,Lançamento,1,lazer,36,Legislação,7,lei,18,LGPD,6,licitação,14,livro,18,loteria,2,Lúcia Amorim de Brito,1,Lula,19,machismo,1,manifestação,1,manutenção,11,Maranhão,1,Márcio Antonelo,1,Marconi Perillo,1,marketing,8,material de construção,1,MCB,101,MCIT,2,MCTI,2,medicamentos,2,medicina,17,MEI,1,meio-ambiente,74,melhor idade,1,mensalão do DEM,1,mercado,50,mercosul,2,mesa do Natal,1,meteorologia,2,microgeração,8,Microsoft,1,mídia,12,militar,8,Minas Gerais,3,mineração,11,ministério,6,Ministério Publico,4,Miriam Belchior,1,Mobilidade,11,mobilidade urbana,24,moda,6,Monitoramento,2,mst,3,Mulheres,82,Mulheres na Política,10,multa,6,mundo,134,Mundo dos Filtros,1,município,12,Natal,12,Natal do Milhão,1,Negócios,16,Neoenergia,6,neurociência,2,neuromarketing,2,NEWS,1,Nobratta,1,normas,13,NOTICIAS,1057,NOTÍCIAS,20,notificação,1,novacap,3,Novembro Azul,1,nutrição,1,obras,111,ocupe o centro,1,opinião,141,Oportunidade,3,orçamento,12,ORDEM DE SERVIÇO,1,Pacto por Brasília,1,PAÍSES BAIXOS,1,pandemia,78,Parceiro do Ano,1,Parque da Cidade,5,Partidos Políticos,52,Paulo Dubois,2,Paulo Octávio,1,Paulo Roque,4,PCdoB,2,PDSK,5,Perpétua Almeida,1,Perse,1,perseguidos políticos,1,pesca,12,pesquisa,24,petrobras,13,petróleo,16,PL,26,playground,2,pmdb,1,podcast,1,polícia,74,POLÍCIA FEDERAL,1,Política,306,população,2,Porto Alegre,3,postos de saúde,16,prefeito,5,prefeitura,9,Premiação,20,presidência da república,10,presidenta,1,presidente,21,previdência,3,privatização,1,Procon,2,profissional,28,profissões,8,Projeto de Lei,74,pronunciamento,2,propaganda política,5,propina,1,Prosperi,1,PSD,1,PSDB,6,psicologia,4,pt,2,qualificação,30,rádio,2,recicláveis,1,reforma,7,reforma agrária,4,reforma política,10,reforma tributária,29,reformas,9,registro,4,regras de convivência,14,REI WILLEM-ALEXANDER,1,RELAÇÃO BILATERAL,1,relacionamento,5,religião,16,revitalização,1,Ricardo Izar,1,Ricardo Lustosa,1,rio,25,Rio de Janeiro,1,Roberto Santiago,1,rock,3,rodovias,2,Rondônia,1,Roosevelt,1,Rousseff,2,Sandra Faraj,1,saneamento,7,São Paulo,17,Sarah Kubitscheck,1,saúde,512,sedhab,2,segeth,1,segurança,112,seguro,10,selo de qualidade,2,senado federal,22,serviço social,7,serviços técnicos,10,servidor público,4,sesc,3,setor elétrico,24,setor energético,25,setor produtivo,34,sia / guará,14,sindicatos,19,síndico,125,síndicos,9,SLU,6,smartphone,3,socialismo,1,solar,8,Solidariedade,26,sonegação,10,sorteio de casas,1,STF,27,subsíndico,1,Supermercados,2,Supremo,2,sustentabilidade,68,tarifas,26,taxa,8,TBR,1,Teams Ideas,1,técnico,17,técnicos industriais,7,tecnologia,149,telecomunicação,18,tempo,12,tendência política,79,Terceira Idade,1,trabalhador,81,Trabalho,28,transito,5,trânsito,37,transporte,7,transporte coletivo,47,transportes,29,Trocando ideias entre Síndicos,2,TSE,59,turismo,61,TV,11,UDN,1,Universidades,2,utilidade pública,6,Utilidades de casa,2,vacina,34,Vai dar Roque,1,Valparaíso de Goiás,13,Vida de Solteiro,1,Vida longa,1,video,14,vinho,2,vistoria,1,Viver no Exterior,1,votação,3,WhatsApp,4,zelador,1,
ltr
item
Atualidade Política: Instagram hackeado: saiba o que fazer passo a passo
Instagram hackeado: saiba o que fazer passo a passo
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjJ-SxIN13isH9plYYsNB2SCwyXLf2Qqt8_5quK3C1hEcQfa-ljwrNYVLD1t8TrIZbr1HnpGPLpomqehVbUk6rgjvSSiM7nwNdzioJ2mWVj43NzpDrqvHU2V6juIdf2U4MX3PtnfeMgO1lRdcyYCAn_rW32eXFygUzlenTt5HCmtThQzuexnTHlZsFT/w640-h426/programmer-or-computer-hacker-typing-on-laptop-key-2021-08-26-22-29-58-utc%20(1).jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjJ-SxIN13isH9plYYsNB2SCwyXLf2Qqt8_5quK3C1hEcQfa-ljwrNYVLD1t8TrIZbr1HnpGPLpomqehVbUk6rgjvSSiM7nwNdzioJ2mWVj43NzpDrqvHU2V6juIdf2U4MX3PtnfeMgO1lRdcyYCAn_rW32eXFygUzlenTt5HCmtThQzuexnTHlZsFT/s72-w640-c-h426/programmer-or-computer-hacker-typing-on-laptop-key-2021-08-26-22-29-58-utc%20(1).jpg
Atualidade Política
http://www.atualidadepolitica.com.br/2022/09/instagram-hackeado-saiba-o-que-fazer.html
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/2022/09/instagram-hackeado-saiba-o-que-fazer.html
true
440335298870425399
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver todos Ler mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início Pág. POSTS Ver tudo Relacionadas Tópico Arquivo BUSCAR Todos Nenhuma resposta para a busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora há 1 minuto há $$1$$ minutos há 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar tudo Selecionar tudo Todos códigos copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário