Tambor da Aldeia - Liberdade de Imprensa

URGENTE: Morre Marília Mendonça aos 26 anos em acidente aéreo em Minas Gerais

Partilhar:
Danntec Engenharia


A cantora Marília Mendonça, 26 anos, morreu nesta sexta-feira, 5, após a queda de um avião de pequeno porte em uma cachoeira na Serra da Piedade, próximo ao município de Caratinga, a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte, no interior de Minas Gerais. Mais quatro pessoas morreram


Fotos: Facebook Marília Mendonça.

Também morreram o seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e co-piloto do avião. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga, onde Marília teria uma apresentação esta noite.

A morte de Marília Mendonça foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros de Minas e também pela assessoria da cantora.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a aeronave era um PEC Táxi Aéreo, modelo C90A e fabricada em 1984. Sua situação de aeronavegabilidade (condições para voo) é "normal" e o certificado foi emitido ainda em agosto do ano passado.

O caso mobilizou a atuação de policiais militares, bombeiros e profissionais do Samu, que se deslocaram ao local da queda. Imagens transmitidas por uma rede local mostraram a aeronave de pequeno porte sobre as pedras da cachoeira, com a fuselagem avariada.

A cantora Marilia Mendonça, de 26 anos, morreu, nesta sexta-feira (5/11), após sofrer um acidente aéreo nos arredores da cachoeira da Piedade, em Caratinga (MG). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).

Veja a nota dos Bombeiros: "O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais".

Marília Mendonça virou ícone do feminejo em 2016, com hits como "Infiel" e "Eu sei de cor". Antes, ela já era compositora de sucessos do sertanejo.

A chegada da cantora ao mercado aconteceu no mesmo momento de outras duplas, como Maiara e Maraisa e Simone e Simaria.

As letras empoderadas e de sofrência marcaram a carreira da cantora que morreu nesta sexta (5), em um acidente aéreo em Minas Gerais. Ela deixa um filho que completa dois anos em dezembro.

O último álbum que a cantora lançou foi no projeto "Patroas 35%", em parceria com a dupla Maiara e Maraisa. O trio comemorava a indicação ao Grammy Latino.
Partilhar:

ABBP

ATUALIDADE POLITICA

0 comentários: