Vivo anuncia liberação de mais de 80 canais de TV para clientes e navegação grátis em app do SUS sobre Coronavírus

Partilhar:
Danntec Engenharia


Maior operadora de telecomunicações do Brasil anuncia liberação de mais de 100 canais de TV para incentivar pessoas a ficarem em casa e evitar propagação do Cornavírus


A Vivo, maior operadora de telecomunicações do Brasil, anunciou em 17 de março a liberação de mais de 100 canais de TV por assinatura para seus clientes como forma de incentivar as pessoas a ficarem em casa e, desta forma, evitar a propagação do Coronavírus.

A abertura dos canais da TV por assinatura estará disponível durante um período de 15 a 20 dias, contados a partir de segunda-feira (16), e inclui canais infantis, esportivos, documentários, notícias, variedades, filmes e canais internacionais como NHK (Japão), TVE (Espanha), DW (Alemanha), Rai Itália, TV5Monde (França), SIC Internacional (Portugal) e Telefe (Argentina).

Segundo a Vivo, a programação dos canais também está disponível no aplicativo Vivo Play, que pode ser baixado nas lojas de aplicativos para Android e iOS.

Além disso a empresa declarou que tomou medida para garantir que sua rede não ficará congestionada com o aumento na transmissão de dados. No caso do aplicativo no Ministério da Saúde, “Coronavírus – SUS”, para Android e iOS, não haverá cobrança de qualquer tarifa, portanto a navegação será totalmente gratuita no app.

Os clientes corporativos, nos próximos três meses, não vão descontar da franquia de dados das ferramentas de colaboração, como Teams, da Microsoft, e Webex, da Cisco. As empresas têm a possibilidade, com o Vivo Tech, de alugar notebooks, tablets e desktops com seguro e manutenção, para que os funcionários possam ter mobilidade para trabalho remoto.

Além das ações para clientes, a operadora anunciou, como parte do seu programa “Digitalizar para Aproximar”, medidas internas para os funcionários, incluindo a ampliação do trabalho remoto, atendimento virtual para os trabalhadores e dependentes com o plano de saúde, além de orientações para home-office para quem chega do exterior.

Confira todos os canais liberados
  1. Futura HD
  2. Bis HD
  3. OFF HD
  4. SporTV HD 1/2/3
  5. GloboNews HD
  6. GNT HD
  7. Multishow HD
  8. VIVA HD
  9. Mais Globosat HD
  10. Gloobinho HD
  11. Discovery Kids HD
  12. Gloob HD
  13. Nick Jr. HD
  14. TV Rá Tim Bum HD
  15. Disney Júnior HD
  16. Disney Channel HD
  17. Disney XD
  18. Tooncast
  19. Nickelodeon HD
  20. Cartoon Network HD
  21. Boomerang HD
  22. NAT GEO HD
  23. ESPN HD 1/2/Brasil/Extra
  24. Fox Sports HD/2 HD
  25. Bandsports HD
  26. Woohoo
  27. Bandnews HD
  28. CNN
  29. Bloomberg HD
  30. Fox News
  31. Climatempo
  32. Discovery Theater HD
  33. Discovery Channel HD
  34. Animal Planet HD
  35. History HD
  36. History 2 HD
  37. Nat Geo Kids HD
  38. NAT GEO WILD HD
  39. Discovery Turbo HD
  40. Discovery Science HD
  41. Travel Box Brazil HD
  42. HGTV HD
  43. Food Network HD
  44. Dog TV HD
  45. Discovery World HD
  46. Discovery Home & Health HD
  47. TLC HD
  48. Fox Life HD
  49. Lifetime HD
  50. E! HD
  51. Arte 1 HD
  52. truTV HD
  53. TNT Séries HD
  54. PlayTV
  55. Chef TV
  56. Fish TV HD
  57. MTV HD
  58. FashionTV HD
  59. VH1 Mega Hits
  60. Warner HD
  61. Sony HD
  62. Fox HD
  63. FX HD
  64. AXN HD
  65. A&E HD
  66. Prime Box Brasil HD
  67. TBS HD
  68. TNT HD
  69. Space HD
  70. Cinemax HD
  71. Comedy Central HD
  72. Syfy HD
  73. Studio Universal HD
  74. Universal TV HD
  75. Megapix HD
  76. Canal Brasil HD
  77. TCM
  78. ID HD
  79. Paramount HD
  80. Curta! HD
  81. Telecine Premium HD/Action HD/Touch HD/Fun HD/Pipoca HD/Cult HD
  82. NHK World HD
  83. Rai Itália
  84. DW
  85. SIC Internacional
  86. Telefe
  87. TV5Monde
  88. TVE
  89. Fox Premium 1/2
Como vem noticiando o Cointelegraph, as operadoras OI e Claro também adotaram medidas similares. O avanço do Coronavírus vem causando uma crise mundial no mercado de capitais, inclusive o Bitcoin, que era considerado um ativo não correlacionado mas caiu mais de 45% com a atual crise.

Com informações de Cointelegraph
Partilhar:

entretenimento

pandemia

saúde

0 comentários: