Lançamento da Frente Parlamentar de Apoio aos Conselhos Profissionais

Partilhar:
Danntec Engenharia

Foi lançada na tarde desta quarta-feira(28), às 14 horas, no auditório Nereu Ramos, a Frente Parlamentar de apoio aos Conselhos Profissionais. Esse colegiado será coordenado, pelo deputado Rogério Correia (PT-MG).

Nesta quarta-feira 28 de agosto na Câmara de deputados, lideranças do sistema Confea/Crea /Mútua e parlamentares participaram do lançamento da frente parlamentar de apoio aos conselhos profissionais.

O objetivo da atuação do sistema de conselhos é lutar contra proposta de emenda constitucional PEC 108/19 que propõe a desregulamentação e acaba com a fiscalização do exercício profissional.

“Nós temos que ter a unidade, que isto que fez e constituiu a frente, da defesa dos conselhos profissionais.” disse o parlamentar Rogério Correia.

O Presidente do conselho federal de Engenharia e Agronomia Joel Kruger defendeu a continuidade dos conselhos para garantir a segurança da sociedade.

“Todos os conselhos profissionais são fundamentais. Todos eles têm um papel estratégico na organização e na defesa da sociedade brasileira”, defendeu Kruger.

CRT 01

O Conselho Regional do Técnicos Industriais esteve representado por seu presidente, o técnico em Agrimensura – Luís Roberto Dias, no evento idealizado pelo deputado Rogério Corrêia e Deputada Alice Portugal.

Contra a PEC 108
Contra o fim do dos Conselhos Fiscalizadores Profissionais.
Pela defesa da sociedade
Pela preservação das profissões

Associação suprapartidária

Frente parlamentar é uma associação de deputados de vários partidos para debater um assunto determinado. Para ser criada, a frente deve registrar um requerimento com o apoio de pelo menos 1/3 de membros do Poder Legislativo.


Partilhar:

engenharia

profissional

1 comentários:

  1. A existência desses conselhos é semelhante aos "sindicatos". Nada contribuem para a sociedade civil. Não condizem com suas atribuições e ainda "exigem" mensalidades... Exigência de qualquer espécie, principalmente financeira, deveria ser abolida de toda e qualquer entidade que se diz séria.

    ResponderExcluir