Google faturou US$ 4,7 bilhões com o setor de notícias em 2018, aponta estudo

Google ganhou quase o mesmo que todo o setor jornalístico dos Estados Unidos em 2018, graças ao motor de busca e o Google Notícias Goog...

Google ganhou quase o mesmo que todo o setor jornalístico dos Estados Unidos em 2018, graças ao motor de busca e o Google Notícias


Google, Facebook e outros agregadores lucram muito com notícias nos últimos anos: em geral eles fazem mais grana do que muitos sites, portais, blogs, revistas e jornais de todos os tamanhos, o que vem tirando a cúpula da Velha Mídia do sério há tempos. Agora, um novo estudo jogou mais lenha na fogueira, ao revelar que apenas em 2018, Mountain View faturou US$ 4,7 bilhões com o setor, graças ao Google Search e Google Notícias.

A título de comparação, a totalidade da indústria jornalística dos Estados Unidos ganhou US$ 5,1 bilhões com publicidade digital no mesmo período.

O estudo (PDF) publicado pela News Media Alliance ainda lembra que os números referentes ao montante podem ser conservadores, já que não levam em conta o valor dos dados digitais dos usuários, coletados pelo Google cada vez que ele clica em um link e acessa um artigo (como este), indexado pelo motor de busca ou exibido através da plataforma Google Notícias.

Vale lembrar também que os dados oficiais referentes à receita gerada por ambas ferramentas, bem como os dados de buscas são mantidos sob sigilo pelo Google, da mesma forma que a empresa protege o algoritmo de seu motor de buscas (sua galinha dos ovos de ouro) trancado à sete chaves.

O Google Search e o Google Notícias trabalham para privilegiar conteúdos de grandes portais e sites jornalísticos, mas condiciona um melhor posicionamento e visualização a uma série de regras e procedimentos, entre eles a quase obrigatoriedade da adoção do AMP, o layout proprietário para páginas em dispositivos móveis, além de regrinhas de sanitização e eliminação de conteúdos problemáticos, como pr0n por exemplo.

Seguindo os direcionamentos do Google, os sites ganham maior visualização e visitas, o que se reverte em um incremento no AdSense que pode ser verdadeiramente substancial, dependendo da média de visitação mensal. Ao mesmo tempo, e essa é a fonte das reclamações do setor de imprensa impressa e digital, a gigante das buscas exibe anúncios e privilegia suas próprias ferramentas, o que se reverte em muita grana para si, geralmente mais do que os autores receberam.




David Chavern, presidente e CEO da News Media Alliance acredita que os sites, blogs, jornais e afins têm direito a uma parcela dessa grana, pois são eles quem correm atrás para publicarem seus conteúdos. Mesmo que o Google trabalhe para adequa-los à linguagem da net, a empresa se valeria da Lei do Menor Esforço e proporcionalmente ficaria com a maior parte do bolo.

De acordo com o estudo, entre 16% e 40% de todos os cliques em resultados do Google se dão em notícias, e a cada um, cai mais um dinheirinho na caixinha da Dona Baratinha, lembrando que a empresa não paga um centavo para ter acesso a tais conteúdos. Hoje ele até privilegia conteúdos de sites com paywall, mas isso não seria suficiente para estancar o sangramento do setor.

Essa reclamação não é nova: em 2018 Rupert Murdoch, co-presidente executivo da Fox Corporation e News Corp. (as partes da Fox que a Disney não levou, que compreendem a Fox Broadcasting e o The Wall Street Journal, entre outros) disse que o Google e o Facebook, que também faz grana com seus Instant Articles, deveriam pagar a agências e sites de notícias para publicarem artigos confiáveis.

Isso sem contar o Apple News+, que reunirá sites, blogs, revistas e jornais com e sem paywall numa versão revisada do apple de notícias da maçã, ao custo de US$ 9,99 ao mês e que para o ódio da indústria, Cupertino ficaria com metade de toda a grana.

Hoje circula no Congresso norte-americano um projeto chamado Lei de Competição e Preservação do Jornalismo, que entre outras coisa prevê isenção de quatro anos quanto a leis antitruste aos conglomerados de notícias, e cria mecanismos para que os mesmos possam negociar melhor com portais agragadores, como Google, Apple, Facebook e outros. De certa forma, ele criaria meios de fazer empresas de tecnologia pagarem para indexar e publicar notícias.

Embora isso não tenha dado certo na Espanha, o Google estaria sujeito à implementação do Artigo 15 (antigo Artigo 11) da Lei de Direitos Autorais da União Europeia, aprovada em março; ainda que ela tenha sido bastante modificada, ela ainda prevê o pagamento de uma taxa em situações restritas, e impediria a própria manutenção de serviços como o Google Notícias, os Instant Articles e o Apple News+ no continente.

Caso o mesmo aconteça em casa, seria interessante ver que tipo de argumento o Google (e outros) usaria para não ter que pagar por notícias.

Fonte: Meiobit - Ronaldo Gogoni Com informações da News Media Alliance.

COMENTÁRIOS

Atualidade Politica
Nome

#Ceilândia,1,abnt,25,Ação social,3,acessibilidade,1,acidente de trabalho,3,Acolhimento,1,administração,13,Aerolula,1,agricultura,3,agro,2,agronegócio,14,água,16,águas claras,1,Aldo Rebelo,1,alianças,1,Ambulatório,1,Amor Cantado,1,aneel,5,animais,8,Aniversário,2,antissocial,3,ar condicionado,15,Arlete Sampaio,1,arquitetura,9,Arruda,1,arte,3,artigo,40,Assistência social,1,ASSOCIE-SE,14,assosindicos,148,atacarejo,1,ateu,2,ativismo,9,ATUALIDADE POLÍTICA,733,automobilsmo,2,aviação,1,Banco Regional de Brasília,4,beleza,1,biscoito,1,bolacha,1,Bolsa Família,1,Brasil,19,Brasíla,2,brasilia,3,Brasília,36,BRB,11,caesb,8,câmeras,2,CAMPANHA DO AGASALHO,1,campanha eleitoral,16,Canadá,1,câncer,5,candidatura,4,Carnaval,6,carne suína,1,carreira,11,carteira,2,cartilha,2,Casa Civil,1,cassação,1,católica,1,CCBC,1,CEB,6,Ceilândia,1,celular,1,censura,2,Centro Administrativo,1,charge,2,chocolate,1,Churrasco,2,cidadania,59,CIDADE,59,Cidades,11,ciência,1,cinema,9,CLDF,34,codhab,2,Código de Edificações,4,código de posturas,1,Collor,1,combate à dengue,2,combate ao câncer de próstata,1,comemoração,4,Companhia Energética de Brasília,6,Comper,4,comportamento,13,comunidade,1,comunismo,3,conciliacao,4,concurso,4,condomínio,64,condomínios,4,conic,1,conselho profissional,9,construção civil,18,construtoras,3,consulta pública,7,consumidor,16,consumo,6,conta,5,contribuição sindical,4,contrução civil,3,convênio,3,CONVITE,34,copa2014,1,corpus Christi,1,Correio Braziliense,1,corrida eleitoral,33,corrupção,36,crianças em casa,1,Criptoativos,1,crise,14,crise hídrica,6,Cuidar e Amparar,1,cultura,33,curso superior,3,cursos,18,custo de construção,1,custos,1,data comemorativa,14,debate,3,Defesa,5,democracia,1,dengue,2,Deputado Distrital,9,Deputado Federal,7,DER-DF,3,Desenvolvimento Pessoal,1,despesas,1,Detran,19,df,5,DFTrans,5,Dia do micro e pequeno empresário,1,dia do síndico,5,Dia dos Namorados,3,dia mundial da água,2,Diálogos com a Juventude,1,dicas,2,DIGA NÃO AO AUMENTO DE IMPOSTOS,30,Dilma,3,dinheiro,11,diploma,1,direita,2,direito,31,Distrito Federal,30,ditadura militar,4,dívidas,9,Dona Sarah Kubitschek,1,drogas,2,economia,117,economistas,1,Edital,1,EDITAL DE CONVOCAÇÃO,2,Eduardo Campos,1,educação,70,eleições,148,Eleições 2022,11,eleitor,10,eletricidade,10,elevadores,5,empreendedorismo,32,empreender,7,empregado,10,emprego,10,empregos,1,Empregos no DF,1,empresas,25,energia,51,engenharia,77,EnSínAC,14,ENTENDER CONDOMÍNIO,2,entorno,9,entretenimento,9,Escola de Síndicos,33,ESPECIAL,1,espionagem,1,esporte,23,Esportes,3,estatuto,2,estilo de vida,1,Estudar no Exterior,1,evasão de divisas,1,evento,46,Eventos,5,exercícios,1,família,1,Fan Fest,1,Faz Aniversário,1,Fé,2,feminismo,1,FENACOM,1,Fernando Henrique Cardoso,1,festas juninas,1,FHC,2,FIFA,1,fim de ano,2,fim de semana,1,finanças,11,finanças pessoais,24,Fipecafi,1,fogo,1,fort atacadista,2,futebol,7,Galeteria Beira Lago,1,gás,2,gastronomia,19,GDF,131,Geriatria,1,Gerontologia,1,gestão condominial,5,Goiás,68,golpe,11,golpismo,6,Governador,33,Governo,65,Grupo Pereira,1,guerra,7,habitação,11,HEF,2,HEL,1,HESLMB,1,Hetrin,1,HSBC,1,humor,2,IBRAM,2,Idoso,1,IESB,3,igreja,2,IMED,2,imóveis,29,impeachment,3,impostos,34,inadimplência,4,incêndio,5,indústria,3,inelegibilidade,3,INFORMAÇÃO,21,informática,1,ingressos,1,inovação,25,INSCRIÇÃO AQUI,1,inspeção,1,inspeção predial,5,internacional,2,internet,30,inverno,1,itormann,1,Joaquim Barbosa,1,Jornalismo,45,Juarezão,1,justica,7,justiça,60,juventude,4,lazer,10,Legislação,1,Letícia González,1,LGPD,4,livro,6,Lúcia Amorim de Brito,1,Lula,3,machismo,1,Manuela D'Ávila,1,manutenção,9,Maranhão,1,Marconi Perillo,1,marketing,2,MCB,105,MCIT,2,medicina,4,meio-ambiente,7,melhor idade,1,mensalão do DEM,1,mercado,13,mesa do Natal,1,meteorologia,1,microgeração,5,Microsoft,1,mídia,10,militar,4,Minas Gerais,3,ministério,5,Ministério Publico,4,Miriam Belchior,1,Mobilidade,1,mobilidade urbana,21,moda,2,Monitoramento,1,Mulher,1,mulher na poílica,3,Mulheres,21,Mulheres na Política,3,multa,4,mundo,119,município,7,Natal,2,Natal do Milhão,1,Negocios,1,Negócios,2,Neoenergia,3,neurociência,2,neuromarketing,2,Nobratta,1,normas,9,NOTICIAS,338,notificação,1,Novembro Azul,1,nutrição,1,obras,52,ocupe o centro,1,opinião,1,Oportunidade,2,orçamento,1,ORDEM DE SERVIÇO,1,Pacto por Brasília,1,pandemia,78,Parceiro do Ano,1,Parque da Cidade,3,Partidos Políticos,40,Paulo Dubois,2,Paulo Octávio,1,PCdoB,2,PDSK,3,Perpétua Almeida,1,Perse,1,perseguidos políticos,1,pesquisa,8,petróleo,3,PL,19,playground,2,pmdb,1,polícia,9,Política,171,Porto Alegre,2,postos de saúde,12,prefeito,5,prefeitura,7,Premiação,1,presidência da república,7,presidenta,1,presidente,18,profissional,14,Projeto de Lei,53,pronunciamento,2,propaganda política,5,propina,1,Prosperi,1,PSD,1,PSDB,6,pt,1,qualificação,22,reforma,6,reforma política,10,reformas,7,registro,3,regras de convivência,13,relacionamento,4,religião,7,revitalização,1,Ricardo Izar,1,Ricardo Lustosa,1,rio,28,Rio de Janeiro,1,Roberto Santiago,1,rodovias,1,Rondônia,1,Rousseff,2,Sandra Faraj,1,São Paulo,5,Sarah Kubitscheck,1,saúde,213,sedhab,2,segeth,1,segurança,53,seguro,5,selo de qualidade,2,senado federal,17,serviço social,1,serviços técnicos,5,setor elétrico,2,setor produtivo,1,sia / guará,14,sindicatos,2,síndico,120,smartphone,3,solar,2,SOLIDARIEDADE,10,sonegação,2,sorteio de casas,1,STF,9,subsíndico,1,Supermercados,1,Supremo,2,sustentabilidade,24,tarifas,13,taxa,6,Teams Ideas,1,técnico,8,tecnologia,63,telecomunicação,4,tendência política,76,Terceira Idade,1,trabalhador,38,Trabalho,1,transito,1,trânsito,19,transporte coletivo,21,transportes,9,Trocando ideias entre Síndicos,2,TSE,31,turismo,14,TV,2,UDN,1,Universidades,1,utilidade pública,6,Utilidades de casa,1,Valparaíso de Goiás,1,Vida de Solteiro,1,Vida longa,1,video,13,vinho,2,vistoria,1,Viver no Exterior,1,votação,3,WhatsApp,4,zelador,1,
ltr
item
Atualidade Política: Google faturou US$ 4,7 bilhões com o setor de notícias em 2018, aponta estudo
Google faturou US$ 4,7 bilhões com o setor de notícias em 2018, aponta estudo
https://1.bp.blogspot.com/-Ly9Q1yWL05E/XO7YGNHmwiI/AAAAAAAACeE/xQq58FzhkYgdHf9u9PERoYEVQRgtOr_DACLcBGAs/s1600/Jornais.png
https://1.bp.blogspot.com/-Ly9Q1yWL05E/XO7YGNHmwiI/AAAAAAAACeE/xQq58FzhkYgdHf9u9PERoYEVQRgtOr_DACLcBGAs/s72-c/Jornais.png
Atualidade Política
http://www.atualidadepolitica.com.br/2019/06/google-faturou-quase-5-bi-dolares-com-noticias-em-2018.html
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/2019/06/google-faturou-quase-5-bi-dolares-com-noticias-em-2018.html
true
440335298870425399
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver todos Ler mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver tudo Relacionadas Tópico Arquivo BUSCAR Todos Nenhuma resposta para a busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar tudo Selecionar tudo Todos códigos copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário