Vem ai o Programa de Monitoramento e Combate a Dengue em Condomínios da ASSOSÍNDICOS/DF

Partilhar:
Danntec Engenharia

SÍNDICO DENGUEIRO: Programa de Monitoramento e Combate a Dengue em Condomínios.

Detalhes do programa: Com a elevada incidência de DENGUE NO DF, conforme levantamento dos casos notificados à Secretaria de Estado da Saúde do GDF, com da eficácia do trabalho coletivo na prevenção e no combate às causas de doenças endêmicas a ASSOSÍNDICOS/D,  institui no Distrito Federal e Região Metropolitana o programa SÍNDICO DENGUEIRO, síndico esse que será designado pelo SÍNDICO TITULAR do condomínio , dentre condôminos voluntários, preferencialmente por pessoas  vinculados a parte ambiental e de saúde, para gestão de um ano, quando será substituído por outro voluntário para igual período.

Objetivos: A ASSOSÍNDICOS/DF oferecerá o apoio técnico necessário ao cumprimento desta ordem de serviço, de acordo com a solicitação do SÍNDICO DENGUEIRO, devidamente validada pelo SÍNDICO TITULAR do condomínio.

Em caso de suspeita de dengue em funcionário ou morador do condomínio sob sua responsabilidade, o SÍNDICO DENGUEIRO comunicará ao SÍNDICO TITULAR e a vigilância epidemiológica da região administrativa de sua localização.

 A atividade desenvolvida pelo SÍNDICO DENGUEIRO será considerada serviço público voluntário relevante, não ensejando qualquer remuneração pelo condomínio.
Poderá ao SÍNDICO DENGUEIRO de condomínio onde não for encontrado criadouro do mosquito AEDES AEGYPT, ser concedido, ao término do período de sua designação, isenção de um mês de condomínio, como prêmio ao SÍNDICO DENGUEIRO.



Principais ações coordenadas pelo SÍNDICO DENGUEIRO:
  • Remover mensalmente folhas e tudo que impeça a água de correr nas calhas;
  • Eliminar os pratos que, com vasos de plantas, armazenem água, ou colocar areia nos mesmos;
  • Evitar plantas aquáticas e as que cumulem água, ou regá-las com uma mistura de um litro de água e uma colher de água sanitária;
  • Colocar areia nos vasos de plantas ou xaxins;
  • Desprezar no lixo todos os objetos que acumulem água (tampas de garrafas, cascas de ovos, latas, copos descartáveis, plásticos de cigarros etc.);
  • Manter caixas d’água, e poços de armazenamento fechados;
  • Realizar limpeza periódica, com fricção, nos ralos, lavatórios, tanques, esgotos, canos internos e externos e canaletas de drenagem;
  • Manter fechados caixas de descarga e vasos sanitários sem uso freguente e dar-lhes descarga pelo menos uma vez por semana;
  • Evitar acúmulo de lixo e entulho e manter bem fechados sacos plásticos e lixeiras;
  • Manter sempre limpos e aplicar cloro, uma vez por semana, nos ralos, cascatas, lagos e espelhos d’água, podendo, nos dois últimos, manter criação de peixe;
  • Manter utensílios que possam acumular água, sempre de cabeça para baixo e em local coberto;
  • Escoar a água acumulada em lajes e ocos de árvores;
  • Proteger da chuva e manter em local apropriado peças, latarias, sucatas, pneus e outros equipamentos servíveis ou inservíveis aos condomínios e moradores;
  • Evitar o acúmulo de água nos aparelhos de ar condicionado e no fosso de elevadores;
  • Acionar o DETRAN/DF para remover carros abandonados da redondeza, ou perfurando, se possível, os locais que estejam acumulando água.
Responsável pelo programa: EMERSON TORMANN, FRANCISCO BERTOLDO DAS NEVES E PAULO ROBERTO.

Mais informações: 3027-2771, 93232401,  8497-2015 e 9993-9155.

Participantes: -???-

Valor:Gratuito.





Partilhar:

abnt

AR CODNICIONADO

assosindicos

combate à dengue

condomínio

dengue

EnSínAC

Escola de Síndicos

Projeto de Lei

qualificação

saúde

sia / guará

síndico