Boletim Corona Virus GovBR

Guerra pelo poder no Paraguai e a inércia do brasileiro

Não importa, de fato, qual grupo político incendiou o parlamento paraguaio. O que nos cabe aqui refletir é porque este tipo de insurgênc...



Não importa, de fato, qual grupo político incendiou o parlamento paraguaio. O que nos cabe aqui refletir é porque este tipo de insurgência e iconoclastia nunca aconteceria no Brasil.

"O povo brasileiro é um povo ordeiro, pacífico" ou "somos cordiais", lembrando Sérgio Buarque de Holanda. As frases acima são repetidas à exaustão, sempre que se questiona o motivo da inação do povo brasileiro frente aos históricos abusos, violências e toda sorte de privações e golpes impostos pelas elites, normalmente (mas não só) na condição de "governo".

Em primeiro lugar, é preciso que se diga que o "homem cordial" de Sérgio Buarque é sempre mal interpretado. Não quer dizer "homem educado", mas - ao contrário - homem que vive a partir das ações tomadas com o coração (em oposição à racionalidade). O "homem cordial" é portanto irracional, explosivo e imprevisível. Diríamos hoje, "sanguíneo". Longe, portanto, de Sérgio Buarque servir de parte da resposta a nossa proverbial imobilidade, ele é parte do paradoxo: sanguíneos mas submissos?

Por que, então, nossa resignação contra tudo o que nos oprime e prejudica?

A verdade é que o peso de nossa História frequentemente nos impele a manter a cabeça baixa ao invés de nos servir para levantar o olhar. As hierarquias sociais formadas na colonia mantiveram-se praticamente intactas na nossa Independência e depois na República. As diferenciações sociais se aprofundaram a tal ponto serem entendidas como "formadoras" do Brasil. Nem 1930, 1964 ou a "constituição cidadã" romperam com esta postura, ao contrário, reforçaram-na. 1930 cristaliza a ideia de que o "povo" precisa ser tutorado por "líderes benevolentes" e somente através destes é que se tem voz. 1964 forjou uma ideia de "nação" de costas para imensa maioria da população, o "povo" tinha que ser, portanto, urbano, temente a Deus, defensor da família monogâmica, heterossexual e patriarcal, reverenciar a "pátria" e odiar o "comunismo". A constituição de 1988 criou institucionalmente toda uma sorte de cidadãos de classe A (políticos, juízes, promotores, altos funcionários federais, militares e etc.) para os quais há tantos impeditivos à aplicação da lei, que não se pode dizer, no Brasil, que a Lei é para todos.

Durante todos séculos XIX e XX houve o fortalecimento do Estado brasileiro como um Estado essencialmente repressor. As polícias de SP e RJ, por exemplo, são responsáveis por 1/3 do total de mortes e gasta-se mais com polícia e exército no Brasil do que com quem ganha de 1 a 5 salários mínimos, proporcionalmente. Nosso Estado existe para o "law enforcement" e não para promover bem-estar social ou desenvolvimento de forma republicana.

Junte-se a isto um baixo nível médio de escolaridade e uma cultura política e associativa (aos moldes de Putnam) praticamente inexistente e a resposta parece se tornar mais clara. O brasileiro não vai nem à reuniões de condomínio e foi ensinado, pela ditadura, que "futebol, religião e política não se discute". A interdição da discussão política em meio público, feita institucionalmente, fortaleceu o legado do nosso sistema político profundamente não representativo e não responsivo. Na atual legislatura, o presidente da Câmara disse, com desassombro, que o congresso não precisa ouvir o povo. Não no Brasil.

Para finalizar, some-se a este quadro um sistema de comunicação oligopolizado. Jornais e televisões no Brasil nunca tiveram por missão a informação republicana e democrática, mas o controle do que a massa consome (e como consome) destas informações. O fundador deste oligopólio disse, certa vez, que a Globo era o que era menos pelo que dizia e mais pelo que deixava de dizer. Não foram poucos os episódios centrais de nossa história que os meios de comunicação tiveram papel-chave, quase sempre não virtuoso. Pesquisas recentes quantificam o domínio da Rede Globo (sem falar em outros meios também oligopolizados), 72% de todo consumo midiático no Brasil vem pelos seus diversos canais.

O brasileiro se vangloria de sua resiliência, afinal "o bom cabrito não berra". O que deveria ser um traço negativo, o governo e nossas elites fizeram acreditar que é virtuoso. "Não pense, trabalhe" e acredite piamente que um herdeiro de famílias escravocratas pode ser um "João Trabalhador", ou que milionários e latifundiários são aptos a discutirem as leis trabalhistas ou a sua previdência.
Precisamos urgentemente queimar nossas amarras históricas e revolucionarmos-nos.

COMENTÁRIOS

Atualidade Politica
Nome

abnt,25,acessibilidade,1,acidente de trabalho,3,Acolhimento,1,administração,12,Aerolula,1,agricultura,3,agronegócio,14,água,16,águas claras,1,Aldo Rebelo,1,alianças,1,Ambulatório,1,Amor Cantado,1,aneel,5,animais,7,antissocial,3,ar condicionado,15,Arlete Sampaio,1,arquitetura,9,Arruda,1,arte,3,artigo,40,ASSOCIE-SE,14,assosindicos,148,atacarejo,1,ateu,2,ativismo,9,ATUALIDADE POLÍTICA,733,automobilsmo,2,aviação,1,Banco Regional de Brasília,4,beleza,1,Bolsa Família,1,Brasil,17,brasilia,1,Brasília,6,BRB,11,caesb,8,câmeras,2,CAMPANHA DO AGASALHO,1,campanha eleitoral,15,câncer,5,candidatura,4,Carnaval,6,carreira,11,carteira,2,cartilha,2,Casa Civil,1,cassação,1,católica,1,CEB,6,celular,1,censura,2,Centro Administrativo,1,charge,2,cidadania,58,CIDADE,59,Cidades,9,ciência,1,cinema,8,CLDF,34,codhab,2,Código de Edificações,4,código de posturas,1,Collor,1,combate à dengue,2,combate ao câncer de próstata,1,comemoração,4,Companhia Energética de Brasília,6,comportamento,13,comunidade,1,comunismo,3,conciliacao,4,concurso,1,condomínio,64,conic,1,conselho profissional,8,construção civil,17,construtoras,3,consulta pública,7,consumidor,16,consumo,6,conta,5,contribuição sindical,4,contrução civil,3,convênio,2,CONVITE,34,copa2014,1,corpus Christi,1,Correio Braziliense,1,corrida eleitoral,33,corrupção,36,crise,14,crise hídrica,6,Cuidar e Amparar,1,cultura,26,curso superior,3,cursos,15,custo de construção,1,custos,1,data comemorativa,13,debate,3,Defesa,5,democracia,1,dengue,2,Deputado Distrital,9,Deputado Federal,7,DER-DF,3,Desenvolvimento Pessoal,1,despesas,1,Detran,19,DFTrans,5,dia do síndico,5,dia mundial da água,2,Diálogos com a Juventude,1,DIGA NÃO AO AUMENTO DE IMPOSTOS,30,Dilma,3,dinheiro,10,diploma,1,direita,2,direito,30,Distrito Federal,29,ditadura militar,4,dívidas,9,Dona Sarah Kubitschek,1,drogas,2,economia,107,economistas,1,EDITAL DE CONVOCAÇÃO,1,Eduardo Campos,1,educação,63,eleições,111,eleitor,10,eletricidade,10,elevadores,4,empreendedorismo,28,empregado,10,emprego,6,empresas,16,energia,50,engenharia,72,EnSínAC,14,ENTENDER CONDOMÍNIO,2,entorno,7,entretenimento,9,Escola de Síndicos,33,espionagem,1,esporte,22,estatuto,2,evasão de divisas,1,evento,34,Fan Fest,1,feminismo,1,Fernando Henrique Cardoso,1,FHC,2,FIFA,1,fim de ano,2,finanças,10,finanças pessoais,22,fogo,1,fort atacadista,2,futebol,7,gás,2,gastronomia,14,GDF,127,Geriatria,1,Gerontologia,1,gestão condominial,5,Goiás,46,golpe,11,golpismo,6,Governador,30,Governo,65,guerra,7,habitação,10,HEF,2,HEL,1,HESLMB,1,Hetrin,1,HSBC,1,humor,2,IBRAM,2,IESB,1,igreja,2,IMED,2,imóveis,28,impeachment,3,impostos,34,inadimplência,4,incêndio,5,indústria,3,inelegibilidade,3,INFORMAÇÃO,21,informática,1,ingressos,1,inovação,23,INSCRIÇÃO AQUI,1,inspeção,1,inspeção predial,5,internacional,1,internet,30,itormann,1,Joaquim Barbosa,1,Jornalismo,45,Juarezão,1,justica,7,justiça,56,juventude,4,lazer,10,Letícia González,1,LGPD,4,livro,3,Lúcia Amorim de Brito,1,Lula,3,machismo,1,Manuela D'Ávila,1,manutenção,9,Marconi Perillo,1,marketing,2,MCB,105,MCIT,2,medicina,3,meio-ambiente,7,mensalão do DEM,1,mercado,13,mesa do Natal,1,meteorologia,1,microgeração,4,mídia,9,militar,4,ministério,5,Ministério Publico,4,Miriam Belchior,1,mobilidade urbana,21,moda,1,Monitoramento,1,mulher na poílica,3,Mulheres,21,Mulheres na Política,3,multa,4,mundo,21,município,7,Natal,2,Natal do Milhão,1,Negocios,1,Neoenergia,3,neurociência,2,neuromarketing,2,normas,9,NOTICIAS,338,notificação,1,Novembro Azul,1,nutrição,1,obras,50,ocupe o centro,1,opinião,1,orçamento,1,ORDEM DE SERVIÇO,1,Pacto por Brasília,1,pandemia,78,Parque da Cidade,3,Partidos Políticos,40,Paulo Dubois,2,Paulo Octávio,1,PCdoB,2,PDSK,3,Perpétua Almeida,1,perseguidos políticos,1,pesquisa,8,petróleo,3,PL,19,playground,2,pmdb,1,polícia,7,Política,135,Porto Alegre,2,postos de saúde,12,prefeito,5,prefeitura,7,presidência da república,7,presidenta,1,presidente,18,profissional,14,Projeto de Lei,53,pronunciamento,2,propaganda política,4,propina,1,PSD,1,PSDB,6,pt,1,qualificação,22,reforma,6,reforma política,10,reformas,6,registro,3,regras de convivência,13,relacionamento,4,religião,7,revitalização,1,Ricardo Izar,1,Ricardo Lustosa,1,Roberto Santiago,1,rodovias,1,Rousseff,2,Sandra Faraj,1,Sarah Kubitscheck,1,saúde,193,sedhab,2,segeth,1,segurança,52,seguro,5,selo de qualidade,2,senado federal,17,serviços técnicos,5,setor elétrico,2,sia / guará,14,sindicatos,2,síndico,119,smartphone,3,solar,2,SOLIDARIEDADE,8,sonegação,2,sorteio de casas,1,STF,9,subsíndico,1,Supermercados,1,Supremo,2,sustentabilidade,23,tarifas,13,taxa,6,técnico,8,tecnologia,57,telecomunicação,4,tendência política,76,Terceira Idade,1,trabalhador,38,transito,1,trânsito,19,transporte coletivo,20,transportes,9,Trocando ideias entre Síndicos,2,TSE,30,turismo,10,UDN,1,utilidade pública,6,Utilidades de casa,1,Vida de Solteiro,1,video,11,vistoria,1,votação,3,WhatsApp,4,zelador,1,
ltr
item
Atualidade Política: Guerra pelo poder no Paraguai e a inércia do brasileiro
Guerra pelo poder no Paraguai e a inércia do brasileiro
https://4.bp.blogspot.com/--pPEx06u8xY/WOFi6-wNBRI/AAAAAAAAgJ8/Jydb-_6D6mAaKGm_GKXUFMKQlkpFOG-RACLcB/s1600/Guerra-pelo-poder-no-Paraguai.jpg
https://4.bp.blogspot.com/--pPEx06u8xY/WOFi6-wNBRI/AAAAAAAAgJ8/Jydb-_6D6mAaKGm_GKXUFMKQlkpFOG-RACLcB/s72-c/Guerra-pelo-poder-no-Paraguai.jpg
Atualidade Política
http://www.atualidadepolitica.com.br/2017/04/guerra-pelo-poder-no-paraguai-e-inercia.html
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/
http://www.atualidadepolitica.com.br/2017/04/guerra-pelo-poder-no-paraguai-e-inercia.html
true
440335298870425399
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver todos Ler mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver tudo Relacionadas Tópico Arquivo BUSCAR Todos Nenhuma resposta para a busca Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar tudo Selecionar tudo Todos códigos copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário