Suposto áudio de diretor do “Fantástico” causa pânico na Rede Globo

Partilhar:
Danntec Engenharia
Falsa declaração do diretor do “Fantástico”, que pediu demissão da TV Globo na última sexta, circula nas redes sociais

Um áudio que está circulando no WhatsApp afirma que a TV Globo fez um acordo com o ex-presidente Lula e desde então passou a atacar o presidente Michel Temer. Trata-se de uma fraude.

Na mensagem de voz, um suposto jornalista da emissora afirma, revoltado, que a empresa passou a direcionar seu departamento de jornalismo contra o governo e em favor do petista. Esse suposto profissional diz que os jornais do grupo, a rádio CBN e o G1 estariam alinhados com partidos de esquerda, ganhando "tons avermelhados" nos logotipos dos veículos e "preparando a volta do Lula". Para tanto, os programas jornalísticos passariam a criticar sistematicamente Temer e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

Também circula uma segunda versão do áudio, no qual o mesmo comentário é precedido por um aviso de que o autor da mensagem seria o diretor do Fantástico, Luiz Nascimento, que supostamente teria pedido demissão. Todas as informações são falsas. O áudio não é de Luiz Nascimento e tampouco ele se desligou da emissora.

O Departamento de Comunicação da Globo enviou a seguinte nota:

"É falso. Máquinas de propaganda se utilizam cada vez mais de fake news com propósitos escusos. Mas pesquisas mostram que temos uma vantagem: como líder absoluta, todos veem nossos noticiários e o público não acredita nos boatos, porque eles não são compatíveis com o que vai ao ar de fato."

O diretor do Fantástico, Luiz Nascimento, também desmentiu as informações do áudio:

— A informação disseminada no WhatsApp é totalmente falsa. Não pedi demissão, a voz não é minha e esse texto falso também não é meu. Acho lamentável – e me causa profunda indignação – que máquinas de propaganda condenáveis e protegidas por um anonimato criminoso usem as redes sociais para propagar mentiras com objetivos obviamente escusos.

Você leu uma informação e ficou em dúvida se é verdade ou mentira? Envie sua sugestão, por WhatsApp, para  (61) 99993-9155.
Partilhar:

tendência política