Acima da lei

Partilhar:
Danntec Engenharia

Um dos princípios da República é assumir que ninguém pode ser presumido culpado (princípio da inocência), mas também ninguém será considerado um santuário da ética.
Se é verdade que se precisa provar a culpa e o réu é sempre de antemão inocente, porque temos que admitir que juízes e promotores não são corruptíveis? Qual o medo que eles têm de uma lei contra o abuso de autoridade, se quem vai julgar esta conduta é o próprio judiciário?

Então eu, cidadão comum, devo aceitar a tese de que o juiz faz justiça para mim, mas não o fará se a lei de abuso for aprovada? Suas santíssimas excelências não confiam nos pares e acham que poderão ser "comprados" para cercear o poder supremo de suas santidades?

Então porque eu, um simples cidadão tenho que aceitar que, no tocante a mim, suas santíssimas excelências representam o maior grau de justiça que um cidadão possa esperar? Mas os senhores não podem se submeter à mesma espada?

Dois pesos e duas medidas. Lei contra o abuso de autoridade já. A república não pode conviver com castas privilegiadas. Não mais.
Partilhar:

ABBP

ATUALIDADE POLÍTICA

MCB

NOTICIAS