Moro pede para sair!

Partilhar:
Danntec Engenharia
Por Fernando Horta

Moro está pedindo para ser retirado da condução da Lava a Jato. Este comportamento não é novo em Sérgio Moro. No caso do Banestado, ao contrário do que alguns dizem, Sérgio Moro julgou e condenou quase todos os envolvidos. O grande problema é que fez tantas arbitrariedades, tantas ilegalidades no primeiro grau que os réus, todos, conseguiram anulação das penas em segundo grau, saindo ilesos.

Quem estuda o caso não consegue entender que Moro tenha feito tantos absurdos de forma inadvertida. A tese é de que ele teria "errado de propósito" permitindo aos réus a possibilidade de anulação e saírem ilesos, o que aconteceu.

Sérgio Moro percebeu que não poderá condenar Lula, tanto pelo fato de que não há provas para isto, como pelo fato de que Lula é muito maior do que ele. Isto significa que Moro não entregará à legião de desesperados da direita o que prometeu.

Por outro lado, Moro já foi avisado que a Lava a Jato não vai adiante. O bloqueio feito por Jucá, Renan e Temer no executivo-legislativo e de Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes no STF não deixam qualquer dúvida ao fato de que a "sangria está estancada". O que sobra para Moro?

Sobra passar para a história como um juiz que teve nas mãos a possibilidade real de melhorar o país, mas sucumbiu frente à sua pequenez e ao seu ego. Sua cruzada o levou a atacar moinhos e, ao mesmo tempo, liberar os verdadeiros corruptos.

O caso da foto ao lado de Karnal demonstrou que sua visão sobre o "apoio incondicional da população" era tão ou mais errada que sua noção de "legalidade". Karnal perdeu mais de 50 mil seguidores em 24 horas. O historiador voltou atrás, impressionado com a rejeição de Moro.

Tentando levantar Moro, a Globo o colocou no Fantástico. Moro abriu "canal nas mídias sociais", tudo visando o "apoio" das massas. O que eles não contavam é que o modus operandi morista fizesse o delegado Grillo atacar os maiores anunciantes da Globo e jogar o Brasil numa crise diplomática e econômica com a "Carne Fraca".

Moro é visto e percebido como a causa da retração econômica do país. Estudos de diversas universidades mostram que a Lava a Jato é responsável por retração de cerca de 3% do PIB. A máscara de herói não se sustenta quando a população perde empregos e passa necessidade porque um juiz não segue a lei.

Diante de tamanha oposição, Moro percebe que seu fim será dramático. Não se colocam empresários bilionários na cadeia e políticos mafiosos como Eike, Odebrecht e Cunha de forma leviana. Ou não se deveria imaginar que pode-se fazer ilegalidades com pessas com este poder de fogo e nada acontecer.

Moro antecipa seu ocaso. O absurdo caso de prisão do blogueiro de esquerda é seu salvo-conduto. Moro tenta deixar o STF na condição de não poder fazer nada além de afastá-lo. Assim, ele terá a desculpa de não ter falhado, mas ter sido "afastado" por "forças ocultas".

No final do ano passado, Moro entrou com pedido de afastamento para estudos nos EUA, por um ou dois anos. Sua esposa já teria se organizado para morar nos EUA. Moro pretende sair da festa enquanto ainda está vestido.

O depoimento de Lula em Curitiba pode ser mais uma pedrada no justiceiro-juiz. Moro se apequena diariamente e agora sem o apoio da mídia percebe que tem pouco tempo.

No vídeo abaixo eu deixo uma discussão de Gilmar Mendes, Lewandovksi, Teori, Carmem Lúcia e Celso de Melo sobre denúncia feita contra Moro em 2013, quando ninguém sabia que ele tinha a Lava a Jato nas mãos. (assistam especialmente a partir de 19:30)

Assistam, ali o STF fica "abismado" com a "parcialidade" e os "abusos" do juiz Moro. Gilmar Mendes chega a dizer que "fica impressionado com o conjunto da obra" (31:20) ... Moro já era contumaz abusador de seus poderes (33:20).

Moro caiu na armadilha de Robespierre. Achando-se intocável, achando-se incorruptível, achando-se a própria justiça se tornou um tirano e sabe que a guilhotina lhe espera.

Edit 1: Algumas pessoas têm perguntando se "Moro REALMENTE pediu para sair da Lava a jato". Eu não tenho, nem nunca tive contato com o juiz. A frase que inicia o texto deve ser lida no sentido de que "em se levando em conta as últimas atitudes e a conjuntura brasileira" Moro só pode estar querendo ser retirado da operação. É, portanto, segundo minha opinião, uma decorrência das atitudes do juiz-justiceiro.

Assista ao video: https://youtu.be/VUa7u-HVTMA

Um juiz só existe para fazer cumprir a constituição. Se ele não se atém à constituição, não vejo diferença de legitimidade entre as ordens dele as minhas ou as suas
Partilhar:

ATUALIDADE POLÍTICA

Brasil

NOTICIAS

STF

Opine: