Governo apresenta novo portal da transparência

Partilhar:
Danntec Engenharia
Desenvolvido pela Controladoria-Geral do DF, site traz gráficos detalhados de gastos e arrecadação do Executivo, georreferenciamento das administrações regionais e extrato anual do contracheque dos servidores

Novo portal da transparência foi lançado oficialmente pelo governador Rodrigo Rollemberg no Palácio do Buriti nesta quinta-feira (9). Foto: Gabriel Jabur.
Gráficos detalhados de gastos e arrecadação do governo de Brasília. Georreferenciamento de todas as administrações regionais. Detalhamento dos valores pagos, empenhados e liquidados. Extrato anual do contracheque de 214.774 servidores. Essas são algumas das novidades do novo portal da transparência, desenvolvido pela Controladoria-Geral do Distrito Federal e lançado oficialmente pelo governador Rodrigo Rollemberg no Palácio do Buriti nesta quinta-feira (9), Dia Internacional de Combate à Corrupção.

Logo na página inicial do portal, há três botões. O primeiro explicita os gastos e a arrecadação da administração pública; o segundo apresenta a situação de cada administração regional, com a possibilidade de fazer consultas filtradas; e o terceiro mostra painéis de transparência. Esses últimos ficarão expostos na Rodoviária do Plano Piloto, para a população ver onde é aplicado o dinheiro pago com impostos e taxas, o que era uma promessa de campanha do governador.

Rollemberg classificou a transparência como elemento importante no combate à corrupção e destacou a facilidade de navegação no portal. “A transparência permite a participação da população e dá a ela a percepção de onde estão sendo colocados os recursos públicos”, disse. “O portal tem todo tipo de informação, como de onde vêm as receitas e quais são os maiores gastos.”

“O portal traz dois principais avanços: a qualidade da informação, com vários gráficos que detalham as despesas; e a navegabilidade, pois com dois cliques se chega ao mesmo lugar onde antes eram necessários dez movimentos”, resumiu o controlador-geral do DF, Henrique Ziller.
“O portal traz dois principais avanços: a qualidade da informação, com vários gráficos que detalham as despesas; e a navegabilidade, pois com dois cliques se chega ao mesmo lugar onde antes eram necessários dez movimentos”Henrique Ziller, controlador-geral do DF

Para o subcontrolador de Transparência e Controle Social, da Controladoria-Geral, Diego Ramalho Freitas, o novo visual está mais agradável e mais simples e é um avanço na transparência. “Antes, para chegar aos números dos gráficos, eram necessárias várias consultas e saber usar Excel. Agora eles estão lá para todo mundo ver.” Segundo Freitas, a mudança do leiaute foi resultado de sugestões de uma maratona com estudantes em dezembro de 2015.
Semana de combate à corrupção e índice de transparência ativa

Para marcar o Dia Internacional de Combate à Corrupção, celebrado nesta sexta-feira, a Controladoria-Geral promoveu nesta semana uma série de atividades. Na quarta-feira (7), o destaque ficou com a divulgação do ranking de transparência ativa (quanto a entidade fornece a informação) dos órgãos governamentais. Pelo levantamento, a Casa Civil, as secretarias de Mobilidade e de Infraestrutura e Serviços Públicos, além da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), atingiram 100% de transparência.

A programação termina no sábado (10), a partir das 13 horas, com a participação em um evento do Picnik, projeto que reúne moda, gastronomia, música e outras atrações em áreas públicas da cidade. Será na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano. A controladoria levará informações sobre o tema combate à corrupção.
Entrega de relatórios do programa Controladoria na Escola

Logo após a apresentação do portal, alunos de cinco colégios públicos entregaram relatórios do Controladoria na Escola, em que apontam aspectos a melhorar nas instituições. Os documentos foram entregues ao governador, ao controlador-geral do DF, ao secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, e à colaboradora do governo Márcia Rollemberg.

Logo após a apresentação do portal, alunos de cinco colégios públicos entregaram relatórios do Controladoria na Escola. Foto: Gabriel Jabur.

O resultado da auditoria dos estudantes do Centro de Ensino Fundamental 404, de Samambaia, foi apresentado no evento. Para Ziller, o que se viu superou as expectativas. “As responsáveis pela limpeza relataram menor quantidade de lixo, e os alunos fizeram uma horta para melhorar a qualidade da merenda. Eles perceberam que a escola é deles e eles, da escola”, afirmou. “A coordenação do colégio informou, ainda, uma melhoria no desempenho deles.”
“Queremos transformar o Pdaf em lei, ampliar os recursos e definir o cronograma da liberação, mas é importante que os diretores prestem contas dos gastos”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Os alunos e diretores representantes das instituições contempladas citaram os avanços do Controladoria na Escola. Sobre a aplicação de recursos públicos, todos reivindicaram que o Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) se torne lei.

Para o governador, tanto a maior participação dos alunos na solução de problemas das escolas quanto a transformação do Pdaf em lei devem representar avanços. “O Controladoria na Escola envolve os estudantes na identificação e na solução dos problemas da instituição. Isso faz com que eles saibam, por exemplo, que, se depredam um banheiro, perdem recursos que poderiam ser investidos na melhoria do colégio”, disse. “Queremos transformar o Pdaf em lei, ampliar os recursos e definir o cronograma da liberação, mas é importante que os diretores prestem contas dos gastos.”


O secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, ressaltou que 2015 foi o ano de maior execução de recursos do programa. “Fizemos a maior execução dos recursos do Pdaf na história do DF no ano passado, mas a prestação de contas, de cada item que é pago, é imprescindível”, observou.
Partilhar:

NOTICIAS