Alvo de arrastão, condomínio tem sete casas invadidas por ladrões

Partilhar:
Danntec Engenharia
Paulo Roberto Ferreira Koga Júnior, 30 anos, foi preso suspeito de cometer vários furtos em sete casas de um condomínio, no Bairro Paulo Coelho Machado, durante a madrugada desta quarta-feira (17). O rapaz, que tem 17 passagens pela polícia, nega participação no crime

Objetos que seriam levados pelos ladrões. (Foto: Marcos Ermínio)
Conforme a Polícia Militar, três homens arrombaram o portão do Condomínio Aroeira e furtaram vários objetos, que ficavam na área de serviço dos imóveis. Em uma das residências, a vítima acordou com o barulho e se deparou com o ladrão. O homem fugiu e a polícia foi acionada. 

Durantes rondas, os militares encontraram Paulo Roberto escondido em uma área de mata, próximo ao condomínio. Ele foi detido, mas na delegacia informou que mora no condomínio, não tem envolvimento no crime e estava no local apenas fumando maconha. Outros envolvidos não foram localizados. 
Paula nega o crime e diz que mora no condomínio. (Foto: Marcos Ermínio)

Prejuízos - Depois que a polícia foi acionada, os moradores acordaram e foram descobrindo os furtos. Assustadas, as vítimas foram à delegacia nesta manhã para registar a ocorrência.

Uma das vítimas, de 32 anos, contou que os bandidos levaram da casa dele dois botijões, uma roçadeira, materiais de topografia e alguns pneus. Os objetos estavam na carroceira de um veículo. 

De outro morador, foram furtados um 'bebê conforto' e recibo de um carro. Na portaria do local, foram encontrados máquina de lavar, tanque, cadeiras de fio e um broca. Materiais que os bandidos não conseguiram levar, mas que tinham a intenção de buscar.


Os produtos furtados ainda não foram localizados. Ainda não se sabe como os ladrões transportavam os produtos furtados.
Partilhar:

CIDADE

NOTICIAS