Festas de Ano Novo vão oferecer diversão com segurança

Partilhar:
Danntec Engenharia
Infraestrutura ganha ajustes finais para receber até 30 mil pessoas durante shows de ano-novo no Museu Nacional da República e na Praça dos Orixás. Trânsito será alterado em ambos os locais

Montagem da estrutura para a festa de réveillon na Praça dos Orixás
Para celebrar a chegada de 2016, os técnicos da Secretaria de Cultura finalizam a instalação dos últimos equipamentos de luz e som para os shows de réveillon no Museu Nacional da República e na Praça dos Orixás. A previsão da pasta é que, na noite desta terça-feira (30), comecem as passagens de som das bandas convocadas a fim de animar as festas.

São esperadas entre 15 e 20 mil pessoas para a contagem regressiva no museu. Lá, os shows começam às 19h30 com a banda de forró Pé de Cerrado. Na sequência, comandam a programação as violeiras Karen e Pâmela, seguidas do grupo de percussão Patubatê e da banda de rock Passo Largo. Às 23h30 sobe ao palco a principal atração da noite, a cantora Baby do Brasil. Durante o show da ex-integrante do grupo Novos Baianos, haverá cinco minutos de queima de fogos.

Já na Praça dos Orixás, ao lado da Ponte Honestino Guimarães, no Setor de Clubes Sul, de 5 a 10 mil pessoas devem acompanhar a tradicional celebração. Mais conhecido como Prainha, o local abre as festividades às 20 horas, com o grupo Surdodum. Após os cortejos de praticantes de religiões de matriz africana e da queima de fogos, à 0h30 entra em cena a cantora maranhense Rita Benneditto, seguida da percussionista e cantora brasiliense Nãnan Matos. A amapaense Emília Monteiro é a penúltima a subir ao palco e o grupo local Filhos de Dona Maria encerra a festa. 

Segurança e saúde
A Polícia Civil reforçará os plantões das 1ª e 5ª Delegacias de Polícia, no Plano Piloto (respectivamente no Setor Policial Sul e na 901 Norte), da Delegacia da Criança e do Adolescente (EQN 204/205) e da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (601 Norte).

Por questões estratégicas, a Polícia Militar não informa o efetivo destacado para o patrulhamento dos dois eventos. A corporação garante, porém, que serão empregadas várias modalidades de policiamento como viaturas, motocicletas, cavalaria e homens a pé. Na área central, a PM fará abordagens nas vias S1 e N1, perto da Rodoviária. A corporação avisa que não será permitido a permanência de pessoas nos locais dos eventos com objetos cortantes, como facas, estiletes e garrafas de vidro.

Quem precisar de auxílio deve ligar imediatamente para o 190 ou para o Disque Denúncia, no número 197. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) terá equipes de plantão para receber as chamadas pelo número 192.

Tanto na Prainha quanto no Museu, as emergências serão atendidas pelo Corpo de Bombeiros Militar. No Museu Nacional da República, 22 servidores e seis viaturas cuidarão do monitoramento local. Já na Prainha, 18 militares em três viaturas e duas embarcações estarão de plantão. É possível acionar o serviço de segurança pelo fone 193.

Trânsito
O Batalhão de Policiamento de Trânsito da PM interditará o fluxo de veículos para a comemoração na zona central da capital federal das 17 horas de quinta-feira (31) às 2 horas de sexta-feira (1º). Os carros não poderão circular no Eixo Monumental, entre a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida (Catedral de Brasília) e a Rodoviária do Plano Piloto (via S1). As vias centrais de ligação entre a L2 Sul e L2 Norte também estarão fechadas. 

A recomendação para os motoristas é que utilizem as vias N1 ou S2 e estacionem nos anexos dos ministérios, nos Setores de Diversões Sul e Norte, nos Setores Bancários Sul e Norte e nos Setores de Autarquias Sul e Norte.


A Diretoria de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Departamento de Trânsito fechará o tráfego na Ponte Honestino Guimarães a partir das 23h30 até o fim da queima de fogos de artifício, por volta da 0h30, mas o horário poderá ser ampliado. O acesso à via L4 Sul em frente à Praça dos Orixás ficará interditado durante o evento. Quem vai de transporte próprio deve usar as vagas nos estacionamentos do Setor de Clubes Sul. Apenas para essa região serão 50 agentes em atividade. Outros 150 estarão empenhados na fiscalização e controle em diversas áreas do Plano Piloto. Eles ainda contarão com o apoio de 20 viaturas, um helicóptero, dois guinchos e uma empilhadeira.
Partilhar:

assosindicos