Redes sociais no ambiente governamental do GDF

Acesso às redes sociais no ambiente governamental.
Partilhar:
Danntec Engenharia


Desde o retorno dos serviços de notícias, ou assessorias de comunicação do GDF, após o período eleitoral, os acessos às redes sociais mais importantes foram bloqueados. Em outras palavras, não é possível, dentro do ambiente de internet do Governo do Distrito Federal interagir com o Facebook, Twitter, Youtube e etc..

Com isso, nota-se um aumento expressivo no acesso a uma rede pouco menos utilizada: o Google+ (Plus). É que a maioria dos endereços de emails das secretarias e orgãos oficiais do GDF estão vinculados ao Gmail. Logo, todos os serviços do Google não foram proibidos (exeto o Youtube). Arquivos de mídia por demanda (streaming) também estão inacessíveis.

Entende-se que a principal razão para isso seja promover o uso racional da internet para os objetivos corporativos e uma substancial economia de fluxo de dados ou banda-larga. E não o puro e simples corte. Além disso, notou-se nos últimos tempos que o acesso, tanto da internet quanto da própria intranet do GDF, andava meio lento.

Então esse é o momento, o do período de transição de governo que vai até o final de dezembro, para impulsionar modestamente, motivado pela ansiedade dos internautas de estarem presentes em alguma rede social, o successor do falecido Orkut. Será que ganhará maior visibilidade?
Partilhar:

ATUALIDADE POLÍTICA

Opine: